Ponte Preta x Portuguesa - Amistoso ou decisão? Isso fará diferença?

O foco do time campineiro está todo voltado para a decisão da Sul-Americana contra o Lanús-ARG

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) – Para a Ponte Preta, uma partida com cara de amistoso de luxo. Na Portuguesa, o jogo da vida. É com este cenário de contrastes que Ponte e Lusa fazem o clássico regional, neste domingo, às 17 horas, que pode garantir a permanência dos lusitanos na elite do Campeonato Brasileiro. O duelo, válido pela penúltima rodada, será realizado no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Apesar de iniciarr a rodada com chances matemáticas de se livrar (caiu somente neste sábado), o foco do time campineiro está todo voltado para a decisão da Sul-Americana contra o Lanús-ARG. “Infelizmente, nem mesmo um possível título apagará nossa decepção por este rebaixamento”, afirmou o técnico Jorginho Campos.

Após o empate com o Grêmio, por 1 a 1, a Ponte ocupa a penúltima colocação, com 36 pontos. Eram seis pontos atrás do Fluminense, primeiro clube fora da faixa de descenso até o início da rodada. Com o empate contra o Atlético-MG, por 2 a 2, neste sábado, a diferença aumentou para sete pontos, impossiblitando uma reação.

Enquanto isso, a Lusa pode se garantir matematicamente na elite em 2014. Com 44 pontos, na 14.ª posição, bastaria vencer o jogo e torcer por tropeços de Coritiba e Vasco. “Para nós, este jogo é uma decisão e temos que tratá-lo como tal”, afirmou o técnico Guto Ferreira.

Reservas em campo
O técnico Jorginho Campos já confirmou que escalará os reservas no duelo. Depois de passar várias rodadas pregando acreditar na permanência na elite, o treinador jogou a toalha, após o empate com o Grêmio. “Agora só mesmo um milagre. Teríamos que vencer os dois jogos com uma boa margem de gols e ainda depender de resultados”, afirmou.
Jorginho ainda evita confirmar quem serão os 11 titulares. Contudo, já é certo que nenhum dos jogadores que começaram jogando com o São Paulo, no empate por 1 a 1, na quarta-feira, entrarão em campo. “Quem jogou não vai para o jogo domingo”, avisou.
Até mesmo jogadores que praticamente não vinham sendo aproveitados devem ganhar uma oportunidade. São os casos do goleiro Daniel, dos zagueiros Betão e Raphael Silva. Outros já foram titulares absolutos, como o lateral-direito Régis, o meia Adrianinho e o atacante William, artilheiro do time no ano com 29 gols. Sem um lateral-esquerdo reserva para Uendel, Jorginho deve improvisar o meia Chiquinho no setor.
Segredo de Estado
A escalação da Portuguesa é um segredo de Estado. Depois de fechar todos os treinos da semana, o técnico Guto Ferreira esconde a “sete chaves” a escalação da Lusa para a decisão. O mistério tem uma explicação: o duelo pode ser determinante na permanência do time do Canindé na elite nacional.
Nem mesmo o fato de a Ponte estar virtualmente rebaixada e poupar os titulares para a final da Sul-Americana parece iludir Guto Ferreira. O treinador já alertou aos jogadores que a partida não será fácil. “Nos preparamos como se fôssemos pegar o time titular da Ponte. Se chegou à final da Sul-Americana é porque tem um elenco de qualidade”, ponderou.
O respeito pelo time que dirigiu do final do ano passado até o meio deste ano, porém, não é sinônimo de retranca. Pelas declarações do volante Bruno Henrique, a Portuguesa deve adotar uma postura ofensiva, mesmo fora de casa. “Temos que fazer um jogo agressivo, já que será mais uma final”, disse.
Apesar do mistério, Guto Ferreira tem dois problemas certos. O volante Willian Arão, que levou o terceiro cartão amarelo, e o meia Héverton, expulso, cumprem suspensão. Como só o primeiro era titular, a novidade será o volante Ferdinando. O zagueiro Moisés Moura e o atacante Diogo, lesionados, devem continuar fora.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
37ª rodada
Data
01/12/2013
Horário
17h00
Local
Estádio Moisés Lucarelli, em - Campinas (SP) (SP)
Árbitro
Márcio Chagas da Silva (RS)

Renda
R$ 18.693,00
Assistentes
Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)

Público
2.390 pagantes
Ponte Preta-SP

Daniel;
Régis (Ferron), Betão, Raphael Silva e Chiquinho;
Magal, Ferrugem (Rafael Ratão), Alef e Adrianinho;
William (Luizinho) e Adaílton
Técnico: Jorginho Campos
Portuguesa-SP
Lauro;
Luis Ricardo, Lima, Valdomiro e Rogério;
Ferdinando, Bruno Henrique (Muralha), Moisés e Souza (Wanderson);
Gilberto e Henrique (Correa)
Técnico: Guto Ferreira