Chapecoense 1 x 0 Palmeiras - Carimbou a faixa de campeão!

Bruno Rangel terminou na artilharia da competição com 31 gols

por Agência Estado

São Paulo, SP, 30 (AFI) - O Palmeiras se despediu com derrota da Série B. Neste sábado, já com o título da segunda divisão garantido, a equipe paulista mandou a campo na Arena Condá um time misto e acabou derrotada pela Chapecoense, vice-campeã, por 1 a 0. Bruno Rangel marcou de pênalti seu 31.º gol no campeonato, abrindo nove gols de vantagem sobre Marcos Aurélio na artilharia.

Os catarinenses jogaram com uma réplica da camisa da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1994, com gola polo verde e o símbolo do clube três vezes em marca d'água no peito. Isso porque a Umbro, que era fornecedora de material esportivo da CBF há duas décadas, hoje cumpre esse papel na Chapecoense.

A diferença é que a camisa de jogo, repleta de patrocinadores, ficou muito poluída. Vale lembrar que nesta Série B o Palmeiras também lançou camisa amarela (da Adidas) em homenagem à seleção.

Com a derrota, o Palmeiras encerra a Série B com 79 pontos, numa campanha de 24 vitórias, sete empates e outras sete derrotas. Já a Chapecoense, que em nenhum momento deixou as três primeiras posições e vai jogar na elite pela primeira vez, acabou com 72 pontos, nove a mais do que o Sport, o terceiro.

Aguante Comunicação/Chapecoense

Verdão do Oeste na frente!
Pensando em 2014, o Palmeiras entrou em campo com um time quase inteiro de reservas. De titulares, apenas Juinho, Eguren, Charles e Alan Kardec. O goleiro Fábio e o meio-campista Renatinho, além do zagueiro Thiago Martins, ganharam uma rara chance de mostrar trabalho.

Mas claro que o desentrosamento pesou. Tanto que a Chapecoense teve a primeira chance, num chute de fora de Bruno Rangel, que Fábio preferiu espalmar a tentar segurar. Mas a grande defesa do primeiro tempo foi de Nivaldo, que defendeu chute a queima-roupa de Alan Kardec, após ótimo cruzamento de Felipe Menezes.

Num jogo que deveria ser só de festa, Alemão torceu o tornozelo, saiu machucado e precisou ser levado às pressas para um hospital de Chapecó. Aos 42 minutos, Glaydson, seu substituto, cruzou e Juninho cortou com a mão. Pênalti que Bruno Rangel bateu para fazer seu 31.º gol na Série B.

Segurou o líder!
Sem pressão, os dois times fizeram um segundo tempo melhor. Aos oito minutos, Potita arriscou de longe e mandou por cima. Fabinho Gaúcho teve chance pelo alto, mas mandou rente à trave pela esquerda. A resposta veio com Kardec, que deixou um zagueiro no chão na área, mas arriscou de esquerda, pegou mascado na bola e sequer ameaçou.

A melhor oportunidade, porém, foi de Tiago Alves. Aos 43 minutos, Felipe Menezes cruzou, Tiago Alves cabeceou no primeiro pau e mandou na trave. Essa foi a última chance do Verdão paulista tentar empatar e não terminar o Campeonato Brasileiro da Série B com derrota. Por sua vez, o clube de Chapecó carimbou a faixa do campeão.

Ficha Técnica

Fase
Fase única
Rodada
38ª rodada
Data
30/11/2013
Horário
16h20
Local
Arena Condá, em - Chapecó (SC) (SC)
Árbitro
Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ)

Renda
R$ 123.100,00
Assistentes
Edilson Frasao Pereira (TO) e Marco Antônio de Mello Moreira (GO)

Público
9.251 pessoas
Chapecoense-SC
Nivaldo;
Alemão (Glaydson), Rafael Lima, Dão e Fabinho Gaúcho;
Wanderson, Paulinho Dias, Diego Felipe e Athos;
Potita (Nenén) e Bruno Rangel
Técnico: Gilmar Dal Pozzo
Palmeiras-SP
Fábio;
Wendel (Bruno Oliveira), Tiago Alves, Thiago Martins e Juninho;
Eguren (Ananias), Renatinho, Charles (Ronny) e Felipe Menezes;
Serginho e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina