Ponte Preta 0 x 2 São Paulo – Macaca começou mal o Brasileirão

A Ponte desperdiçou várias chances e caiu diante de seus torcedores

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 26 (AFI) – A Ponte Preta não começou o Campeonato Brasileiro como esperava. Na tarde deste domingo, mesmo contando com a presença apenas de seus torcedores, o time campineiro perdeu para o São Paulo, por 2 a 0, no Estádio Moisés Lucarelli. Na sexta-feira, a Polícia Militar pediu para que a partida fosse realizada com torcida única devido as obras que estão sendo realizadas no setor dos visitantes. Este jogo foi transmitido, ao vivo, pela Rádio Futebol Interior, com narração de Marcelo Corsato, reportagens de Thiago Farias e comentários de Rodolfo Leme.

Apesar de jogar com um homem a mais desde os 13 minutos do segundo tempo, a Ponte teve mais posse de bola, mas não soube aproveitar as oportunidades e termina a primeira rodada entre os quatro últimos, sem nenhum ponto. Já o São Paulo fez os dois gols no primeiro tempo e comemorou os três pontos, aparecendo entre os melhores.

Tricolor liquida o jogo
O público era baixo no Estádio Moisés Lucarelli, mas mesmo assim o jogo começou bastante movimentado. Logo no primeiro minuto, Carleto bateu rasteiro e Edson Bastos fez defesa em dois tempos. Na sequência, Baraka arriscou de fora da área, Dênis rebateu e Rildo completou para o fundo das redes. O árbitro, porém, assinalou impedimento do atacante pontepretano.

As principais jogadas ofensivas do Tricolor eram pelo lado esquerdo, com Carleto e Osvaldo jogando nas costas de Cicinho. Após saída de bola errada, o lateral do São Paulo arriscou e Edson Bastos espalmou para escanteio. Na cobrança, Lúcio subiu livre na marca do pênalti e cabeceou sem chances para o goleiro pontepretano. Logo depois, William foi lançado dentro da área e chutou na rede pelo lado de fora.

Aos 15, Chiquinho recebeu e bateu de primeira para grande defesa de Dênis. Na cobrança de escanteio, Cléber subiu livre e cabeceou rente a trave do goleiro adversário. Logo depois, Silvinho foi lançado dentro da área, encobriu Edson Bastos e na hora da finalização perdeu a bola para Cléber. O atacante tricolor caiu pedindo pênalti.

Depois de um começo bastante movimentado, a partida caiu de rendimento. A Ponte Preta tinha mais posse de bola, mas encontrava dificuldades para furar o bloqueio tricolor, que apostava nos contra-ataques. Aos 35, Osvaldo cruzou e Luis Fabiano cabeceou para segura defesa de Edson Bastos. Na sequência, William foi lançado por Chiquinho e bateu forte. A bola passou por Dênis e raspando a trave, indo para fora.

E quando a Macaca era melhor o São Paulo marcou o segundo. Aos 44, Silvinho foi derrubado dentro da área por Diego Sacoman e o árbitro assinalou pênalti. Jadson cobrou com força no canto alto, sem chances para Edson Bastos. Os jogadores pontepretanos reclamaram bastante com o árbitro, tanto que Rildo recebeu o cartão amarelo. A torcida estava bastante irritada com Vinicius Furlan, assim como todo o time da Ponte, tanto que gritos de “Vergonha, vergonha” vinham das arquibancadas.

Macaca não fura a retranca tricolor
A Ponte Preta voltou do intervalo em cima do São Paulo e criou uma boa oportunidade aos cinco minutos. Ramirez lançou Rildo em velocidade, o atacante invadiu a área e na hora da finalização pegou fraco, facilitando a defesa de Dênis. Na sequência, Douglas ganhou na dividida de Uendel, invadiu a área e bateu rasteiro. Com os pés, Edson Bastos salvou o que seria o terceiro gol tricolor em Campinas.

Aos nove, William recebeu de Rildo, girou em cima do zagueiro adversário e soltou a bomba. A bola passou raspando o travessão de Dênis, que estava no lance. Logo depois, o zagueiro Edson Silva fez falta em Chiquinho e recebeu o segundo amarelo, deixando o São Paulo com um homem a menos. A Macaca perdeu uma grande oportunidade aos 19. Chiquinho deu grande passe para Alemão, que na frente de Dênis bateu fraco, nas mãos do goleiro.

Depois das entradas de Paulo Miranda e Wellington nos lugares de Silvinho e Osvaldo, o São Paulo passou a priorizar apenas a marcação e a Ponte Preta não conseguia passar pela retranca. Aos 38, Alemão deu grande passe para Everton Santos, mas na hora da finalização o zagueiro foi travado por Paulo Miranda.

Próximos jogos
Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela segunda rodada. A Ponte Preta enfrenta o Flamengo, às 21 horas, no Estádio Municipal Juiz de Fora, em Juiz de Fora-MG. No Morumbi, o São Paulo recebe o Vasco, às 22 horas.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
1ª rodada
Data
26/05/2013
Horário
16h00
Local
Estádio Moisés Lucarelli - , em Campinas (SP)
Árbitro
Vinicius Furlan (SP)

Renda
6.267 pagantes
Assistentes
Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

Público
R$ 84.888,00
Ponte Preta-SP
Edson Bastos;
Cicinho, Cléber, Diego Sacoman e Uendel (Rodrigo Biro);
Baraka (Alemão), Magal, Ramirez e Chiquinho.
Rildo (Everton Santos) e William.
Técnico: Guto Ferreira.
São Paulo-SP
Denis;
Douglas, Lúcio, Edson Silva e Carleto;
Denilson, Rodrigo Caio e Jadson;
Osvaldo (Wellington), Silvinho (Paulo Miranda) e Luis Fabiano (Aloísio).
Técnico: Ney Franco.