Coritiba 5 x 0 Botafogo – Coxa goleia e respira contra o rebaixamento

Quatro, dos cinco gols do jogo, foram marcados durante o "apagão" do Fogo no 2.º tempo.

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 11 (AFI) – Jogando pela 23.ª rodada do Brasileirão, o Coritiba recebeu na tarde deste domingo, no Estádio Couto Pereira, o Botafogo, e goleou por 5 a 0. Com gols de Emerson, Marcos Aurélio, Bill, Rafinha e Everton Costa, agora os paranaenses se afastam ainda mais da zona de rebaixamento e se consolidam no grupo dos times que irão para a Copa Sul-Americana da próxima temporada.

Com este importante resultado diante de sua torcida, o Coritiba chegou aos 32 pontos e subiu para a nona posição. Já p Botafogo, que poderia até mesmo assumir a liderança do Brasileirão, fica com 40 e ainda assim aparece bem na tabela, sendo o quarto colocado.

Tudo equilibrado
Como sempre faz com os adversários que enfrenta no Couto Pereira, o Coritiba começou a partida indo para cima do Botafogo e logo no primeiro lance teve uma boa chance de abrir o placar. Aos dois minutos, Rafinha fez bom passe para Bill, que tropeçou nas próprias pernas e perdeu uma boa chance; Jefferson saiu bem do gol e praticou a defesa. Dois minutos depois, Rafinha tentou arriscar, porém, sobre o gol do Glorioso.

Priorisando mais a posse de bola, o Botafogo chegou com perigo somente aos 13 minutos do primeiro tempo, quando Elkesson passou por marcadores e chutou forte, para boa defesa de Vanderlei. Aos poucos os cariocas equilibravam a partida e por pouco não chegam a abrir o placar. Em nova jogada de ataque, Renato tocou para Loco Abreu, que emendou um chute forte e quase acerto o canto do arqueiro do Coxa Branca.

O equilibrio ainda era predominante e tanto Coritiba, quanto Botafogo, estavam pertos do primeiro gol. Aos 34 minutos o Coritiba teve grande chance com o volante Léo Gago. Ao seu estilo, ele mandou um chute forte de fora da área e obrigou Jefferson a se esticar todo e mandar a bola para a linha de escanteio. Aos 36, Marcos Aurélio também tentou, mas apenas mandou a bola sobre o gol. Quando tudo se encaminhava para um primeiro tempo sem gols, aos 43 Emerson aproveitou bola alçada na área e testou forte para o fundo das redes.

Gols e mais gols
Os dois times voltaram do intervalo com uma postura bem ofensiva e isso pode ser visto logo aos nove minutos, quando Bill invadiu a área e foi derrubado por Jefferson. Na cobrança de Marcos Aurélio, bola de um lado e goleiro do outro: 2 a 0. Aos 12 o Fogão mostrou que queria o empate e com Elkesson, que chutou forte, quase fez o seu primeiro no confronto.

A partir dos 20 minutos o Coritiba foi superior e começou a dar um baile no Fogão. Bill, que estava sumido do jogo, aproveitou cruzamento de Marcos Aurélio, antecipou ao marcador e fez o terceiro. O jogo era corrido e os donos da casa não paravam de chagar ao ataque para marcar mais gols e recuperar o saldo de gols na classificação – antes da rodada era de apenas cinco positivo, número baixo se considerado aos demais concorrentes.

O jogo já estava ganho e a torcida alviverde já fazia festa, quando aos 36 minutos, Marcos Aurélio invadiu a área e cruzou; Rafinha apareceu numa boa e completou para o fundo do gol. Aos 44 deu tempo para Everton Costa também aproveitar a “zaga-mãe” dos cariocas e fazer o quinto.

Próximos jogos!
Pela próxima rodada da Série A, o Coritiba volta a campo no próximo domingo, às 18 horas, fora de casa, diante do Internacional. Já o Botafogo, tentará se recuperar no mesmo dia, só que às 16 horas, em casa, diante do Flamengo, no clássico do Rio de Janeiro.

Ficha Técnica

Fase
Única
Rodada
23ª rodada
Data
11/09/2011
Horário
16h00
Local
Estádio Couto Pereira, em - Curitiba (PR)
Árbitro
Fabricio Neves Correa

Assistentes
Carlos Berkenbrock e José Javel Silveira

Coritiba-PR
Vanderlei;
Jonas, Lucas Claro, Emerson e Lucas Mendes;
Leandro Donizete (Gil), Léo Gago, Tcheco e Rafinha;
Marcos Aurélio (Everton Costa) e Bill (Caio Vinicius).
Técnico: Marcelo Oliveira
Botafogo-RJ
Jefferson;
Lucas, Gustavo, Fábio Ferreira e Cortês;
Marcelo Mattos (Felipe Menezes), Renato, Elkesson e Everton (Cidinho);
Herrera (Alex) e Loco Abreu.
Técnico: Caio Júnior