Goiás 1 x 4 Santos - Esmeraldino dá adeus a elite do Brasileirão

Goiás 1 x 4 Santos - Esmeraldino dá adeus a elite do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 21 (AFI) – Depois de onze anos na elite do futebol brasileiro, o Goiás jogará uma Série B. Na noite deste domingo, o time esmeraldino foi derrotado por 4 a 1 para o Santos, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela 36ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro e foi o segundo time rebaixado na competição.

Com 32 pontos na 19ª posição e devido ao número de jogos restantes (dois) não alcança em número de pontos, o Avaí, primeiro time fora da zona de rebaixamento, que tem 40. Por ouro lado, o Santos não almeja mais nada na competição e é o sétimo, com 55.

O jogo
Com muita chuva em Goiânia, a partida começou com 25 minutos de atraso, pois o Serra Dourada ficou sem luz. O jogo só foi iniciado após um gerador ser ligado para fornecer energia necessária para acender os refletores do estádio.

Após a longa paralisação, o Goiás entrou em campo imprimindo um ritmo forte e conseguiu abrir o placar aos onze minutos. Depois de cobrança de escanteio do lado esquerdo, Ernando subiu mais que a defesa alvinegra e testou firme para o fundo do gol.

Mesmo com o time goiano melhor, o Santos conseguiu o empate. Aos 19 minutos, Danilo recebeu na direita, passou pela marcação e bateu cruzado, sem chances para Harlei.

Com o placar igual, os Meninos da Vila começaram o festival de oportunidades desperdiçados. Aos 22 minutos, Edu Dracena perdeu a chance mais clara. Sozinho, após cruzamento rasteiro, o defensor tocou na trave, com o goleiro Harlei vendido no lance. Três minutos depois foi a vez de Zé Eduardo. O atacante recebeu bom lançamento, invadiu a área e chutou cruzado. A bola passou tirando tinta da trave.

Segundo tempo
Com o resultado igual, o Goiás estava sendo rebaixado para a Série B, por isto na volta do intervalo Arthur Neto, treinador da equipe colocou o atacante Rithelly no lugar do volante Carlos Alberto. Logo aos seis minutos, Amaral quase marcou de cabeça.

Com o passar do tempo, o jogo foi piorando, com muitos lançamentos longos e cruzamentos, e a situação goiana se tornava cada vez mais desesperadora. A coisa ficou pior ainda para o time Esmeraldino quando Neymar resolveu mostrar seu repertório.

Aos 28 minutos, Neymar invadiu a área, tenta driblar Rafael Toloi, mas é parado com falta. Pênalti. Na cobrança, o atacante cobrou sem autorização do arbitro e acabou sendo amarelado. Quando estava valendo, o camisa 11 deslocou Harlei acertando o canto direito.

A partir do segundo gol virou show do craque santista. Aos 33 minutos, Neymar dominou a bola na direita, invadiu a área, escolheu o canto e tocou na saída de Harlei Quatro minutos depois, o atacante arrancou em velocidade e desta vez tocou por cobertura na saída do camisa um goiano.

Próximos jogos
Os dois times voltam a campo no próximo domingo, às 17 horas. Enquanto o Goiás encara o Atlético-MG, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, o Santos enfrenta o Avaí, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis,


Ficha Técnica

Goiás 1 x 4 Santos

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GO
Árbitro: Marcelo de Lime Henrique-RJ
Assistentes: Dibert Pedro Moisés-RJ e Rodrigo Pereira Joia-RJ
Renda: R$ 105.825,00
Público: 4.662 pagantes
Cartões amarelos: Valmir Lucas, Wellington Saci e Otacílio Neto (Goiás); Rodriguinho e Neymar (Santos)
Gols: Ernando, aos 11’/1T (Goiás); Danilo, aos 19’/1T, Neymar, aos 30’/2T, 33’/2T e 37’/2T (Santos)

Goiás
Harlei; Rafael Toloi, Ernando e Valmir Lucas; Douglas, Amaral, Carlos Alberto (Rithelly), Marcelo Costa (Bernardo) e Wellington Saci; Wendel Lira (Everton Santos) e Otacilio Neto.
Técnico: Artur Neto.

Santos
Rafael; Danilo (Maranhão), Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca (Roberto Brum), Rodriguinho, Adriano e Marquinhos (Felipe Anderson); Neymar e Zé Eduardo.
Técnico: Marcelo Martelotte