Internacional 0 x 2 São Paulo - Saiu o finalista da Libertadores?

por Agência Futebol Interior

Porto Alegre, RS, 23 (AFI) – O embate que antecipou a semifinal da Taça Libertadores apontou o São Paulo como o vencedor. Na tarde deste domingo, pela terceira rodada do Brasileirão, no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, o Internacional recebeu o Tricolor, e mesmo com maior posse de bola durante toda a partida, não soube aproveitar as chances e acabou derrotado por 2 a 0.

No segundo semestre, os dois times vão voltar a se enfrentar, desta vez, pela semifinal da Taça Libertadores, e por isso, as atenções vinham de todos os lados. O Inter segue com uma campanha mediana, já que conquistou apenas três pontos e ocupa a 13ª colocação.

No São Paulo, o destaque era Fernandão, que jogava contra seu ex-clube, e de quebra, marcou seu primeiro gol com a camisa Tricolor, que venceu a primeira no Brasileirão, chegando aos quatro pontos, e assumindo a nona colocação.

Era esperado...
Conforme era de se esperar, o Internacional partiu para o ataque desde o início do jogo, mas cedeu muitos espaços para os contra-ataques do São Paulo, que acabam sendo perigosos. Logo aos quatro minutos, em jogada rápida de contra-ataque, Marlos recebeu passe de Fernandão, invadiu a área pela direita e preparou o chute para o gol. Sorondo chegou travando e a bola saiu pela linha de fundo.

A primeira chance do Colorado aconteceu aos nove minutos, quando Walter recebeu passe de Kleber, na entrada da área, e arriscou o chute de primeira, tirando tinta do travessão. Depois disso, o Tricolor apertou ainda mais a marcação, dificultando para o time da casa, que ficava tocando a bola, em busca de um buraco na defesa.

Essa chance apareceu em dois lances seguidos. Aos 33 minutos, após cruzamento da esquerda, Walter subiu entre a zaga e cabeceou para o gol. Rogério Ceni saltou no ângulo direito e fez boa defesa. Em seguida, Walter pegou a bola na entrada da área e chutou forte. Rogério Ceni, no meio do gol, espalmou para fora da área, fazendo mais uma boa defesa.

Mas no lance seguinte, foi o São Paulo que chegou bem, e não desperdiçou sua oportunidade. Aos 37 minutos, em cobrança da falta, Hernanes bateu rasteiro e a bola explodiu na barreira. O próprio Hernanes pegou o rebote e chuta novamente rasteiro. Desta vez, o goleiro Abbondanzieri, demorou para pular e acabou falhando, vendo o Tricolor abrir o placar.

Fechou o jogo
No segundo tempo, assim como no primeiro, o Internacional voltou no ataque, em busca do gol do empate, mas agora, conseguiu criar chances. Aos seis minutos, Glaydson partiu pela direita, driblou Junior César e fez o lançamento para Walter, na área. O atacante bateu cruzado e Alex Silva afastou o perigo. Aos 13 minutos, após a cobrança do escanteio, Glaydson pegou o rebote e arriscou mais um chute de fora da área.

Porém, assim como no primeiro tempo, quando o São Paulo resolveu atacar, foi mais eficiente. Aos 17 minutos, no meio de campo, Hernanes roubou a bola de Glaydson e tocou para Dagoberto, que disparou pela ponta esquerda. O atacante devolveu para Hernanes, já na área, que cruzou rasteiro. Fernandão ganhou da zaga, aproveitou e completou para o gol de carrinho, fazendo o primeiro com a camisa do São Paulo.

Próximos Jogos
Na próxima rodada, o São Paulo volta a jogar no Morumbi, no clássico contra o Palmeiras, na quarta-feira, às 20 horas. Enquanto isso, o Internacional entra em campo somente na quinta-feira, quando viaja para o Rio de Janeiro, e enfrenta o Vasco da Gama, às 21 horas.

Ficha técnica

Internacional 0 x 2 São Paulo

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique-RJ
Cartões amarelos: Bolívar (Inter); Richarlyson (São Paulo)
Gols: Hernanes aos 37’/1T e Fernandão aos 17’/2T (São Paulo)

Internacional
Abbondanzieri; Bolívar, Fabiano Eller (Andrezinho) e Sorondo; Glaydson, Sandro (Alecsandro), Guiñazu, Giuliano e Kléber; Walter (D'Alessandro) e Everton.
Técnico: Jorge Fossati

São Paulo
Rogério Ceni; Alex Silva, Miranda (Xandão) e Richarlyson; Cicinho, Hernanes, Rodrigo Souto (Jean), Marlos (Jorge Wagner) e Junior Cesar; Dagoberto e Fernandão.
Técnico: Ricardo Gomes