Palmeiras 2 x 2 Corinthians - Antiga arma do Sampa salva o líder!

por Agência Futebol Interior

Presidente Prudente, SP, 01 (AFI) - A torcida são-paulina bem que tentou secar, mas a principal arma do São Paulo nos tempos de Muricy Ramalho salvou o Palmeiras e lhe garantiu a liderança do Campeonato Brasileiro. Com gols de cabeça dos zagueiros Danilo e Maurício, o Verdão empatou o clássico contra o Corinthians, por 2 a 2, na tarde deste domingo, no Estádio Farahzão, em Presidente Prudente. Ronaldo marcou os dois gols alvinegros.

O empate, embora não tenha sido o melhor resultado, fez a torcida alviverde comemorar duplamente. Primeiro porque o time se manteve na liderança da competição, com 58 pontos, superando o São Paulo apenas no saldo de gols: 15 a 12. Além disso, o time segue há muito tempo sem perder para o principal rival. A última derrota foi em 20 outubro de 2006, quando o Timão ganhou, por 1 a 0, pelo Brasileirão. São cinco vitórias e dois empates.

Por outro lado, o Corinthians amarga mais alguns meses sem vencer o arquirrival e continua cumprindo tabela na competição. Com apenas 46 pontos, na décima colocação, o clube do Parque São Jorge continua pensando somente em 2010, o ano do centenário.Verdão começa melhor, mas...
No começo do jogo, o Palmeiras fez o papel que lhe cabia. Precisando mais do resultado que o Corinthians, o time de Muricy

A exemplo do acontecia na época em que trabalhava no time do Morumbi, o técnico Muricy Ramalho se apoiou nas jogadas de bola parada e alçadas na área. Os dois gols alviverdes saíram em cobranças de falta do chileno Figueroa. Marcando bem, o Timão até poderia ter matado o jogo nos contra-ataques, quando o Verdã se abriu.

Ramalho começou a partida no ataque. Aos nove minutos, o goleiro Felipe já teve de dar uma de beque para salvar seu time. Obina foi lançado na área, mas o "camisa 1" alvinegro chegou a tempo para estourar com os pés.

O abafa palmeirense fazia parecer que o gol era apenas uma questão de tempo. Aos 13 minutos, o zagueiro Chicão cortou um cruzamento da direita, mas o lateral Pablo Armero pegou a sobra a entrada da área e emendou uma bomba, de primeira. A bola passou tirando tinta da trave esquerda de Felipe.na primeira chegada corintiana ao ataque aconteceu um desastre para os palmeirenses. Aos 35, Jorge Henrique invadiu a área,

Depois de um início de partida onde priorizou a marcação, o Timão começou a se soltar quando a pressão do Verdão diminuiu. E livrem e foi derrubado por Marcos. Além do pênalti, o goleiro foi expulso.Isso obrigou Muricy a sacar Obina para a entrada do goleiro reserva Bruno. Depois de quatro minutos de muita reclamação,

Ronaldo bateu o pênalti no ângulo esquerdo, sem chances para o arqueiro. O clube palestrino se assustou com o gol, mas o Alvinegro não soube aproveitar o momento.

Castigo no final
sacou o zagueiro Marcão e colocou o meia-atacante Marquinhos. Quem quase voltou a marcar, porém, foi o Corinthians. Aos quatro Mesmo com um a menos em campo, o treinador alviverde não titubeou em colocar sua equipe na frente, no intervalo. Para isso, ele minutos, Jorge Henrique lançou Ronaldo, que limpou a jogada, mas chutou em cima de Danilo.A resposta do Palmeiras, no entanto, foi letal. Aos seis minutos, o lateral chileno Figueroa cobrou falta da direita, a zaga corintiana

só ficou olhando e Danilo subiu livre para desviar de cabeça. O gol, contudo, não abalou o Timão. Atento, Mano Menezes adiantou sua marcação, para dificultar o toque de bola alviverde.

Com isso, o clube do Parque São Jorge voltou crescer em campo. Aos 14 minutos, o lateral argentino Balbuena já quase marcou um gol, ao carimbar o travessão em um petardo de fora da área. Mas aos 19 não houve trave que salvasse. Defederico deu uma bela enfiada para Ronaldo, que saiu na cara do gol e esbanjou tranquilidade para vencer o goleiro.Conforme o tempo passou, a desvantagem numérica começou a pesar contra o Verdão. Isso porque, além do forte calor que fazia

em Presidente Prudente, o Corinthians marcava muito bem. Quando tudo levava a crer que o Palmeiras não reagiria, a bola parada ovamente fez a diferença. Aos 39, Figueroa cobrou falta na área, a defesa corintiana falhou de novo e o zagueiro Maurício subiu livre para empatar de cabeça. Próximos Jogos
No próximo domingo, às 16 horas, o Palmeiras volta a campo para enfrentar o Fluminense, no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Enquanto isso, o Corinthians joga contra o Santo André, no mesmo dia e horário, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.Ficha Técnica



Palmeiras 2 x 2 Corinthians
Local: Estádio Eduardo José Farah, em Presidente Prudente – SP
Árbitro: Heber Roberto Lopes – PR (FIFA)
Cartões Amarelos: Danilo, Jumar, Diego Souza, Vágner Love e Ortigoza (Palmeiras); Chicão, Elias e Edno (Corinthians)Público: 18.752 pagantes
Renda: R$ 740.200,00

Gols: Danilo aos 6'/2T e Maurício aos (Palmeiras); Ronaldo aos 39'/1T e aos 19'/2T (Corinthians)


Palmeiras
Vágner Love.
Técnico: Muricy Ramalho.

Marcos; Danilo, Maurício e Marcão (Marquinhos); Figueroa, Jumar, Souza (Ortigoza), Diego Souza e Armero; Obina (Bruno) e Corinthians
Felipe; Jucilei, Chicão, Willian e Balbuena (Dentinho); Edu, Elias e Boquita; Jorge Henrique (Souza), Defederico (Edno) e Ronaldo.
Técnico: Mano Menezes.