Santos 3 x 4 São Paulo - Ele voltou... pela enésima vez!!!

por Agência Futebol Interior

Santos, SP, 25 (AFI) – O São Paulo reincorporou o espírito do Jason, aquele mesmo que se dá por morto e volta ainda pior. O Tricolor ressuscitou em plena Vila Belmiro ao vencer o Santos, por 4 a 3, de virada, e voltar com força renovada à disputa pelo título do Brasileirão de 2009. O jogo pela 31ª rodada foi emocionante do inicio ao fim, principalmente após o goleiro Rogério Ceni ser expulso e deixar o Sampa com um a menos nos minutos finais.

Com o resultado, o Santos praticamente deu adeus a qualquer possibilidade de chances para chegar à Copa Libertadores de 2010, pois é o 13.ª colocado, com 41 pontos. Já o São Paulo, quarto colocado, encostou no líder Palmeiras, com 52 pontos, e pode assumir a primeira colocação na próxima quarta-feira, já que Verdão e Atlético-MG jogaram somente na quinta. O Sampa não vencia há três jogos.

Sobraram gols na Vila!
O primeiro tempo na Vila Belmiro foi bastante movimentado e com quatro gols, sendo dois pra cada lado. O Peixe começou no ataque e abriu o placar logo aos cinco minutos. Após cobrança de escanteio de Madson, o volante Rodrigo Souto desviou na primeira trave e André subiu no meio da marcação. O jovem atacante tocou de cabeça e mandou a bola no canto direito de Rogério Ceni, que ficou sem ação no meio do gol.

Mesmo saindo atrás do placar, o São Paulo foi atrás do empate ainda no começo do jogo e conseguiu o gol aos 12. Hernanes cobrou falta da intermediaria e o camisa 10 chutou com efeito, mandando a bola no ângulo esquerdo de Felipe, que mesmo se esticando não conseguiu chegar. O empate esfriou os ânimos dos dois times, que deixaram o jogo pegado no meio campo.

Apesar da marcação funcionando bem, o Peixe voltou a ficar em vantagem aos 26. Em jogada parecida ao do primeiro gol, o Santos fez novamente. Madson cobrou escanteio de novo na primeira trave e o volante Rodrigo Souto, dessa vez, tocou de cabeça e mandou direto para o gol, deixando Ceni no meio do caminho. O empate do Tricolor podia ter acontecido dois minutos depois. Hernanes chutou cruzado e Felipe fez linda defesa.

A partida seguiu aberta e com o Santos ligeiramente melhor. O terceiro gol santista quase saiu aos 35, quando Felipe Azevedo arriscou de fora da área, mas mandou a bola por cima do gol. Assim, o São Paulo foi chegando e novamente em jogada de bola parada empatou de novo aos 38. Após cobrança de escanteio, a bola ficou com Washington. O atacante, livre do lado direito da área, tocou e venceu o goleiro Felipe. Dessa maneira terminou a primeira etapa do clássico paulista.

A chuva de gols continuou!
O segundo tempo ainda reservou mais emoções aos torcedores. O São Paulo retornou do intervalo renovado e começou pressionando o Santos. A virada do Tricolor quase aconteceu aos 11, mas o chute de Jorge Wagner foi na rede pelo lado de fora. Na segunda tentativa, aos 15, o meia do Sampa acertou o alvo e fez o terceiro do time da capital. Após cruzamento do lado direito, o meia se antecipou a marcação e mandou de primeira.

O gol não desestabilizou o Santos, que valente chegou novamente a igualdade. Aos 21, Triguinho levou pela esquerda e cruzou da linha de fundo parta o meio da área. Robson apareceu sozinho e tocou de cabeça no canto esquerdo. O jogo ganhou ainda mais em emoção aos 24, quando o Tricolor voltou a ficar em vantagem. Rogério Ceni cobrou falta no canto esquerdo de Felipe.

Aos 31, Rogério Ceni deixou o Sampa com um a menos ao cometer falta fora da área e receber cartão vermelho. Na cobrança da falta, Paulo Henrique mandou por cima do gol de Dênis, que entrou na vaga de Washington. Com um jogador a menos, o Tricolor se segurou como deu e de forma heróica conquistou mais três importantes pontos.

Próximos Jogos!
Pela 32ª rodada, os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira. O Santos encara o Atlético-PR, às 19h30, na Arena da Baixada, em Curitiba. Já o São Paulo enfrenta o Internacional, às 21h50, no Morumbi, em São Paulo.

Ficha Técnica

Santos 3 x 4 São Paulo

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos-SP
Renda: R$ 217.640,00.Público: 8.735 pagantes.

Árbitro: Carlos Eugênio Simon-RS (FIFA)
Cartões amarelos: Germano e Adailton (Santos); André Dias, Miranda e Jean (São Paulo)
Cartões vermelhos: Rogério Ceni (São Paulo)
Gols: André 5'/1T, Rodrigo Souto 26'/1T e Robson 21'/2T (Santos); Hernanes 12'/1T, Washington 38'/1T, Jorge Wagner 15'/2T e Rogério Ceni 24'/2T (São Paulo)

Santos
Felipe; Pará, Astorga, Adaílton e Triguinho (Leo); Germano, Rodrigo Souto, Paulo Henrique, Madson (Jean) e Felipe Azevedo (Robson); André.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

São Paulo
Rogério Ceni; Renato Silva, André Dias e Miranda; Adrián González (Zé Luís), Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Júnior César; Dagoberto (Borges) e Washington (Dênis).
Técnico: Ricardo Gomes.