Goiás 2 x 2 Fluminense - Goiás deu mole para o lanterninha

por Agência Futebol Interior

Goiânia, GO, 25 (AFI) – O Goiás desperdiçou uma grande chance de somar três pontos e esquentar a briga por uma vaga na Copa Libertadores da América, de 2010. Neste domingo à tarde, debaixo de muito calor, empatou com o Fluminense, por 2 a 2, no Estádio Serra Dourada, depois de abrir 2 a 0 ainda no primeiro tempo.

O resultado deste jogo, válido pela 31.ª rodada, acabou sendo justo porque o time da casa mandou no primeiro tempo e perdeu as ações na etapa final. Na tabela, o Goiás ficou com 47 pontos, em sexto lugar. O Fluminense continua na lanterna, agora, com 27 pontos e virtualmente rebaixado para a Série B.

Desde 2007, o Fluminense não vence o Goiás. Naquela temporada fez 3 a 0 sobre o Goiás, mas depois foram três vitórias goianas e quatro empates – com este de domingo. Nos últimos cinco jogos, porém, o Goiás perdeu três e empatou dois. Estes empates em casa diante dos lanternas Fluminense e Sport.

Pressão no calor
Apesar do forte calor, o Goiás começou o jogo imprimindo velocidade. E abriu o placar logo aos seis minutos, num contra-ataque em alta velocidade. Iarley recebeu na intermediária e invadiu a grande área. Ameaçou cruzar, mas puxou para o lado direito e chutou forte e no alto: 1 a 0.

O Fluminense ficou perdido em campo, apresentando falhas de marcação, principalmente pelo lado esquerdo de sua defesa. A falta de posicionamento de um volante, também dificultava a postura dos dois zagueiros de área.

O Goiás se aproveitou bem de tudo isso e ampliou, aos 18 minutos. Vitor desceu pelo lado direito da área, passou por dois adversários e foi até a linha de fundo. O cruzamento dali é mortal. Como saiu bem feito, do outro lado, Romerito apareceu de frente para testar firme.

Ele foi abraçado por quase todos os companheiros, mesmo porque passou meses fora do time por conta de uma contusão.

”Foi emocionante, porque é duro ficar tanto tempo fora do time”, contou no intervalo.

Gol importante
Mesmo na frente no placar, o técnico Hélio dos Anjos estava insatisfeito na beira do gramado. Ele queria mais perfeição nos contragolpes, porque sentia a necessidade de ampliar. Iarley perdeu chance preciosa, quando desceu em velocidade, bateu cruzado, mas a bola foi para fora.

Hélio dos Anjos pedia atenção, principalmente na marcação, porque temia sofrer um gol.
Este saiu aos 41 minutos, quando Mariano tabelou com Fred e já dentro da área, mesmo desequilibrado, bateu de perna direita. O goleiro Iarley ainda tocou na bola, mas não evitou o gol que deu esperanças para o time carioca reagir no segundo tempo.

Mais equilíbrio
O Fluminense voltou para o segundo tempo mudado. O experiente Rui “Cabeção” entrou no lugar de Fábio Neves, ex-América-RN. Aos oito minutos, saiu Digão para a entrada do “gringo” Equi González, numa demonstração de que o time carioca buscaria o resultado, mesmo porque não adiantaria perder e continuar na lanterninha.

Logo no primeiro minuto, Iarley apareceu sozinho entre os zagueiros, já dentro da área, mas acabou chutando por cima,. Na verdade, houve um leve desvio de um zagueiro.

Empate merecido
Aos 12 minutos, com justiça, o Flu empatou. Fred sofreu falta por trás de Fernando, na frente da grande área. Equi González cobrou com perfeição, encobrindo a barreira. O goleiro Harlei nem se mexeu. Tudo igual para vibração do técnico Cuca, desta vez, com méritos por seu arrojo. O “chorão” festejou bastante.

Hélio dos Anjos acordou no banco e colocou Fernandão em campo no lugar de Romerito, cansado e sem ritmo. Diguinho, machucado, saiu no Flu, para a entrada de Marquinho, aos 25 minutos. Nessa altura, o Goiás já estava neutralizado pela marcação carioca.

Maicon, aos 17 minutos, bateu cruzado e Harlei fez grande defesa. E o goleiro goiano ainda fez mais duas boas defesas, praticamente garantindo o empate. Aos 39 minutos, após escanteio, Valmir Lucas tocou de cabeça no ângulo, mas o goleiro Rafael espalmou, numa grande defesa a favor do tricolor das Laranjeiras. Aos 45 minutos, Iarley, de novo, apareceu na frente de Rafael, mas se assustou com a saída do goleiro, que rebateu com o corpo, fechando o placar.

Próximos Jogos
Os dois times voltam a campo na quinta-feira à noite, pela 32.ª rodada. E contra os melhores times da temporada. O Goiás vai enfrentar, em São Paulo, o líder Palmeiras, que perdeu seus últimos três jogos e deve ir para cima.

O Fluminense vai receber, no maracanã, o Atlético Mineiro, vice-líder, um ponto atrás do Palmeiras, portanto, na briga direta pelo título.

Ficha Técnica

Goiás 2 x 2 Fluminense

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GOCartões amarelos: Henrique, Vitor, Fernando e Valmir Lucas (Goiás). Gum, Rui e Diguinho (Fluminense)
Gols: Iarley, aos 6’/1T e Romerito, aos 18’/1T (Goiás). Mariano, aos 41’/1T e Equi Gonzalez, falta, aos 12’/2T (Fluminense).
Árbitro: Leonardo Gaciba-RS
Renda: R$ 94.165,00.Público: 10.078 pessoas.

Goiás
Harlei; Henrique (Amaral), Ernando e Valmir Lucas; Vítor, Fernando, Ramalho (Bruno Meneghel), Romerito (Fernandão) e Júlio César; Iarley e Felipe.
Técnico: Hélio dos Anjos

Fluminense
, Gum e Dalton; Mariano, Diogo, Fábio Neves (Rui) e Diguinho (Marquinho); Maicon e Fred.
Técnico: CucaRafael; Digão (Equi González)