CBF trata de renovações antes mesmo do início da Copa do Mundo

Como é comum nos acordos envolvendo a CBF, os valores da negociação não foram revelados

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 08 - Enquanto a seleção brasileira se prepara dentro de campo para a Copa do Mundo, fora dele a diretoria da CBF se mexe para se garantir no pós-Copa, independentemente do resultado que será obtido na Rússia. Além de trabalhar na renovação do contrato do técnico Tite, a cúpula da entidade negocia novos vínculos com os patrocínios.

A manutenção de um deles já está garantida. O Grupo Cimed - uma das maiores indústrias farmacêuticas do País - firmou novo contrato com a CBF para o quadriênio que começará apenas em 2020. A empresa investe na seleção principal e nas equipes de base desde 2016.

CBF trata de renovações antes mesmo do início da Copa do Mundo
CBF trata de renovações antes mesmo do início da Copa do Mundo
Como é comum nos acordos envolvendo a CBF, os valores da negociação não foram revelados. Certo apenas é que ele gira na casa dos milhões. No ano passado, a CBF arrecadou R$ 353,3 milhões com seus patrocinadores - o valor representou 65% da receita bruta da entidade.

Alegando confidencialidade, a Cimed não informou os números de seu novo acordo. A farmacêutica declarou apenas que irá aplicar R$ 15 milhões "para ativações relacionadas à Copa do Mundo" deste ano, o que inclui ações com seus principais clientes. Ao todo, a empresa pretende destinar R$ 60 milhões no ano em acordos esportivos. Além da CBF, a Cimed investe na Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) e na Stock Car.

 
 
" />