Capitão e ídolo, volante deixa Brasil-RS após nove temporadas e quase 400 jogos

Leandro Leite fará 38 anos em 28 de dezembro e ainda não informou se seguirá jogando ou irá pendurar as chuteiras

por Agência Futebol Interior

Pelotas, RS, 01 (AFI) - Um ciclo foi encerrado no Brasil-RS. O volante, capital e ídolo Leandro Leite não renovou seu contrato e deixou o clube de Pelotas após longas nove temporadas, 389 jogos e quatro gols.

Natural de Piracanjuba, em Goiás, ele chegou ao clube em 2012 e dará uma coletiva para passar toda essa história a limpo nesta quarta-feira. Leandro Leite fará 38 anos em 28 de dezembro e ainda não informou se seguirá jogando ou irá pendurar as chuteiras.

"Já na primeira temporada, o vice campeonato da Copa Hélio Dourado, naquela final polêmica contra o Juventude, trazia um feito ao Brasil: disputar pela primeira vez a Copa do Brasil. Ali, Leandro já era o dono da camisa 5 e capitão Xavante", relembrou o clube gaúcho.

Chegou a hora da despedida. (Foto: Carlos Insaurriaga / Brasil)
Chegou a hora da despedida. (Foto: Carlos Insaurriaga / Brasil)
LEMBRA?
"Durante todo esse tempo, muitas histórias memoráveis e conquistas escreveram, definitivamente, o nome de Leandro Leite na história centenária rubro-negra. Campeão da Divisão de Acesso em 2013, ele ergueu o troféu e recolocou o Brasil na elite do futebol gaúcho", seguiu o Xavante.

"Nela, foi bi-campeão do Interior, nos anos de 2014 e 2015, e vice-campeão Gaúcho em 2018, levando o clube a uma final depois de mais de 50 anos. Ainda, no certame estadual, levantou a Taça da Copa Centenário da Federação Gaúcha, destinada ao campeão do primeiro turno daquela edição 2018", informou o Brasil.

Na Série B, o Brasil aparece na 12ª colocação com 33 pontos após ter empatado sem gols contra o Operário. Já sem Leandro Leite, o Xavante voltará a campo no sábado, contra o Cruzeiro, às 21 horas, no Mineirão, em Belo Horizonte.