Técnico do RB Bragantino revela tristeza por mortes e avisa: "Não há o que comemorar"

Maurício Barbieri deixou a vitória conquistada em cima do São Caetano em segundo plano

por Agência Futebol Interior

Bragança Paulista, SP, 04 (AFI) - A vitória do Red Bull Bragantino em cima do São Caetano, por 1 a 0, na última quarta-feira, foi um mero detalhe para o técnico Maurício Barbieri. O treinador lamentou as inúmeras mortes pela covid-19 e deixou claro que ninguém tem o que comemorar em meio à pandemia.

"Conquistamos uma importante vitória hoje (quarta-feira) sobre a equipe do São Caetano, atuando fora de casa. Nossa primeira vitória no Campeonato Paulista. Mas hoje não há o que comemorar. Quando temos mais um recorde de mortes por covid-19 não há o que comemorar.

Barbieri falou sobre as mortes causadas pela covid-19
Barbieri falou sobre as mortes causadas pela covid-19

"Nesse momento jogadores e comissão que fizeram um excelente trabalho retornam de ônibus a Bragança Paulista, cidade na fase vermelha e que acaba de declarar colapso em seu sistema de saúda. Não há o que comemorar.

Vamos poder dormir em casa junto daquele que amamos, mas muitos de nossos irmãos, pais, amigos não voltarão para casa hoje, muitos nos deixaram para sempre. Não há o que comemorar", disse Maurício Barbieri, em sua página no Instagram.

LISCA
Maurício Barbieri teve um discurso semelhante ao do técnico Lisca, do América Mineiro, que pediu o adiamento da Copa do Brasil. A declaração do treinador foi rebatida por alguns nomes como Renato Gaúcho e Richarlyson.

VEJA O DESABAFO DE LISCA !