Clube formador cobra RB Bragantino por contratação de Cleiton, ex-Atlético

A Associação de Esportes e Centro de Treinamento Bugre do Oeste entende que tem direito a 5% do valor do atleta

por Agência Futebol Interior

Bragança Paulista, SP, 19 (AFI) - A Associação de Esportes e Centro de Treinamento Bugre do Oeste, de Santa Catarina apelou à Câmara Nacional de Resolução de Disputas da CBF cobrando R$ 750 mil do Red Bull Bragantino por ser o clube formador do goleiro Celiton, ex-Atlético Mineiro.

O Bragantino investiu R$ 23 milhões, na cotação da época, para tirar o goleiro do Atlético Mineiro. Segundo o artigo 29-A da Lei Pelé, através do mecanismo de solidariedade, o clube formador tem direito a receber 5% desse valor.

Em contato com o Portal Futebol Interior, a assessoria do Red Bull Bragantino mostrou muita tranquilidade ao tratar da situação e garantiu que, conforme o acordo firmado com o Atlético Mineiro, o clube paulista pagaria o que foi combinado e a equipe mineira teria que repassar a quantia à agremiação formadora.

Goleiro Cleiton com a camisa do Bragantino
Goleiro Cleiton com a camisa do Bragantino
O Red Bull Bragantino ainda ressaltou que se a justiça acha que o clube paulista é quem deveria pagar a Associação de Esportes e Centro de Treinamento do Bugre do Oeste, a diretoria irá descontar do valor a ser quitado com o Atlético, haja vista que o pagamento vem sendo feito em parcelas.

CLEITON
Cleiton, 22 anos, apareceu no futebol nas categorias de base do Atlético, tendo iniciado em 2014 e fiado até 2016, quando foi chamado para treinar com os profissionais. Virou titular em 2019, atuando em 39 partidas com a camisa alvinegra, antes de se transferir ao Red Bull Bragantino.