Bragantino 3 x 1 Náutico - Braga começa um pé na Série B...

Timbu precisa vencer por dois gols para levar a decisão para os pênaltis

por Agência Futebol Interior

Bragança Paulista, SP, 18 (AFI) - O Bragantino não quis nem saber da invencibilidade do adversário e abriu vantagem no confronto quartas-de-final da Série C do Campeonato Brasileiro. No Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o Massa Bruta tirou invencibilidade de dez jogos do Náutico e venceu por 3 a 1, no jogo de ida do mata-mata.

Os dois times voltam a se encontrar no próximo dia 26 (domingo), às 17 horas, na Arena Pernambuco. O Bragantino entra em campo no segundo jogo podendo perder por um gol de diferença para selar a classificação. Uma vitória pernambucana por dois gols de diferença leva a decisão da vaga para os pênaltis. Não há o critério de gols marcados fora de casa.

Além do bom desempenho dentro de campo o que chamou atenção foi a boa presença de público no Nabi Abi Chedid graças à campanha Futebol Sustentável, executava pelo empresário Edvaldo Ferraz, que troca garrafas pets por ingressos. Para o duelo deste sábado mais de 3 mil entradas foram trocadas desta forma.

O JOGO
Como não poderia deixar de ser, o duelo foi bastante nervoso no começo, com as duas defesas bem concentradas e poucas chances de gol. O Bragantino tentou assumir o controle da partida, mas pecou na falta de qualidade. Aos dez minutos, depois de desvio errado da defesa do Náutico, Fabiano ficou com a sobra de frente para o o goleiro Bruno, mas exagerou na força e mandou longe.

Segurando o adversário, o Náutico tentou sair do campo de defesa e buscar o ataque, mas cedeu espaço e acabou vendo o adversário abrir o placar em contra-ataque. Aos 29 minutos, Matheus Peixoto foi lançado em velocidade, invadiu a área e rolou para Vitinho finalizar sem chances de defesa para Bruno.

Atrás no marcador, o Timbu adiantou as linhas, alternou posições, mas não encaixou seu jogo. Mesmo assim, o goleiro Alex Alves quase ajudou o time pernambucano depois de chute de fora da área de Josa. Ele bateu roupa e deu rebote. Na sequência, o camisa 1 rebateu mal novamente, mas Dudu não conseguiu aproveitar.

Aos 46 minutos, o Bragantino marcou o segundo e coroou o bom primeiro tempo. Depois de levantamento de Rafael Chorão, Marquinhos entrou em velocidade e desviou de cabeça para o gol.

MESMO RITMO
O Náutico voltou com Lelê no ataque tentando mudar o ritmo do ataque, mas quem balançou as redes na volta do intervalo foi o Bragantino. Em nova bola levantada para a área, Fabiano se antecipou à marcação e desviou de cabeça para o gol.

O Náutico não teve forçar para reagir e passou a evitar com que o Bragantino encaixasse um contra-ataque para marcar o gol. Camutanga tentou recuar para Bruno e quase deu o 4 a 0 para o Braga. Depois do lance, o Timbu cresceu no jogo e assustou em finalização de Lelê.

Aos 27 minutos, os pernambucanos conseguiram empatar. Em bate-rebate dentro da área, Ortigoza emendou de primeira e marcou belo gol. De volta ao jogo, o Náutico ainda teve a chance de marcar outro em finalização de Wallace Pernambucano, que parou nas mãos de Alex Alves.

Ficha Técnica

Fase
Quartas de final
Rodada
1ª rodada
Data
18/08/2018
Horário
16h00
Local
Nabi Abi Chedid - Bragança Paulista (SP)
Árbitro
Anderson Daronco (RS)

Renda
R$ 3.440,00
Assistentes
Rafael da Silva Alves (RS), Jorge Eduardo Bernardi (RS)

Público
3624 pagantes
Cartões Amarelos
Red Bull Bragantino-SP: Marquinhos, Adenílson, Buiu, Fabiano
Náutico-PE: Camutanga, Jimenez

Gols
Red Bull Bragantino-SP: Vitinho 29' 1T, Marquinhos 46' 1T, Fabiano 10' 2T
Náutico-PE: Ortigoza 27' 2T
Red Bull Bragantino-SP
Alex Alves;
Buiú, Lázaro, Guilherme Mattis e Fabiano;
Adenilson, Magno, Rafael Chorão e Vitinho (Fernandinho);
Marquinhos (Léo Jaime) e Matheus Peixoto (Adriano Paulista).
Técnico: Marcelo Veiga
Náutico-PE
Bruno;
Bryan, Sueliton, Camutanga e Assis;
Josa, Jimenes (Lelê) e Luiz Henrique;
Robinho, Dudu (Wallace) e Ortigoza
Técnico: Márcio Goiano