Paulistão: Presidente do Bragantino justifica venda de mando: "Questão financeira"

A preocupação do presidente faz sentido ao analisar os números do Bragantino na temporada

por Agência Futebol Interior

Bragança Paulista, SP, 13 (AFI) – O Bragantino surpreendeu nas quartas de final do Campeonato Paulista. No Conselho Arbitral desta terça-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF), o clube confirmou a venda do mando de campo contra o Corinthians. O jogo, que poderia ser no estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, está marcado para o Pacaembu, em São Paulo, às no próximo domingo, às 11 horas. Os valores ainda não foram confirmados.

"É questão financeira. Time do interior precisa buscar recurso para sobreviver. O dirigente tem que ser frio nessa hora, dar condição para a sua torcida ir ao estádio e garantir a questão financeira. Temos um campeonato inteiro pela frente e precisamos ter uma estabilidade financeira, porque não adianta jogar em casa e depois ficar devendo para os jogadores", disse o presidente Marco Antonio Nassif Abi Chedid, o Marquinho.

Presidente do Bragantino explica jogo no Pacaembu:
Presidente do Bragantino explica jogo no Pacaembu: "Questão financeira"
A preocupação do presidente faz sentido ao analisar os números do Bragantino na temporada. Foram seis jogos em Bragança Paulista, com média de 2.683 pagantes por jogo. Em quatro das seis partidas no Nabi Abi Chedid, o Borderô registou renda líquida negativa, ou seja, o clube teve mais despesas do que receita. Em parte pelos preços populares do ingresso, como no jogo contra o São Caetano, mas também pela ausência da torcida, como contra o São Bento.

O jogo que alavancou os números do Bragantino foi justamente contra um ‘clube grande’. Na 4ª rodada, o Palmeiras foi jogar em Bragança Paulista para mais de 7 mil torcedores, com um renda líquida de R$ 330.060, a maior do clube na temporada. Depois, acumulou fracassos. 432 pagantes no empate sem gols com o Mirassol e 873 pessoas na vitória por 2 a 1 em cima do Novorizontino.

CONFIRA:

Rodada – Jogo – Público – Renda líquida

1ª rodada – Bragantino 2 x 0 Botafogo – 936 pagantes – R$ 187,77
3ª rodada – Bragantino 0 x 1 São Bento – 758 pagantes – menos R$ 4.199,50
4ª rodada – Bragantino 0 x 2 Palmeiras – 7.775 pagantes – R$ 330.060,62
7ª rodada – Bragantino 0 x 0 Mirassol – 432 pagantes – menos R$ 10.261,41
9ª rodada – Bragantino 2 x 1 Novorizontino – 873 pagantes – menos R$ 658,58
12ª rodada – Bragantino 1 x 1 São Caetano – 5.319 pagantes – menos R$ 14.216,71

 
 
" />