Presidente de time que está no Z4 da Série B renuncia ao cargo

Gerson Engracia Garcia entregou a carta de renuncia nesta sexta-feira

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 30 (AFI) - Na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série B, o Botafogo agora está sem presidente. Gerson Engracia Garcia renunciou ao cargo nesta sexta-feira.

Em carta enviada ao Conselho de Administração do Botafogo S.A., Gerson Engracia Garcia já havia demonstrado o desejo de deixar a presidência do clube no ano passado, mas permaneceu após um pedido do Conselho de Administração até que fosse contratado um CEO.

Gerson Engracia Garcia renunciou ao cargo de presidente do Botafogo S.A.
Gerson Engracia Garcia renunciou ao cargo de presidente do Botafogo S.A.
"Levando em conta tal disposição e até para abrir espaço para um novo acordo institucional dentro do Botafogo, venho por meio desta, RENUNCIAR ao cargo de Presidente do Botafogo S.A., em caráter irrevogável, a partir desta data", dizia parte da carta.

Na penúltima colocação da Série B do Brasileiro, com 17 pontos, o Botafogo encerra sua participação no primeiro turno neste sábado, contra o Operário, em Ponta Grossa.

CONFIRA ABAIXO A CARTA NA ÍNTEGRA


Como é sabido, desde abril de 2015, luto incansavelmente para reverter um legado de dívidas e uma estrutura administrativa inadequada. Com uma equipe competente de colaboradores, a quem eternamente agradeço, representamos uma virada institucional relevante.

Alcançamos um acordo satisfatório com a Axial Managemente, solucionando uma dívida histórica que deixava a vida do clube em uma situação perigosa. Reenquadramos o enfrentamento das demais pendências internas e reorganizamos as estruturas administrativas do Botafogo.

No futebol, almejávamos sem sucesso, há alguns anos, nos reestabelecermos entre os grandes do Brasil. A falta de um calendário anual perene impossibilitava a nossa ascensão. Alcançamos o acesso à Série C logo no nosso primeiro ano de mandato, conquistando o primeiro de muitos títulos nacionais que o Botafogo certamente terá.

Em 2018, no ano do nosso centenário, conseguimos o acesso histórico para a Série B, devolvendo o Botafogo ao seu lugar de direito: o rol dos grandes clubes de futebol do Brasil.

Assim, sinto-me realizado por ter colaborado com os destinos do meu clube amado, onde trabalhei de bilheteiro a presidente, sempre de maneira honorária e por amor. Penso no meu clube como instituição, como BOTAFOGO, o mesmo que meu pai me ensinou a amar.

Todavia, há algum tempo venho manifestando a este Colegiado a minha intenção em deixar a presidência do Botafogo S.A. Nesse sentido, encaminhei a Vossas Senhorias, uma carta manifestando tal posição em 02 de julho de 2019.

A reunião deste Egrégio Conselho que analisou este pedido, decidiu, por unanimidade, que seria contratado um C.E.O. para exercer a função do Presidente da S.A., solicitando a minha permanência no cargo até que tal contratação se efetivasse. Por sinal, para tanto, Vossas Senhorias estipularam o prazo de 31 de dezembro de 2019.

Levando em conta tal disposição e até para abrir espaço para um novo acordo institucional dentro do Botafogo, venho por meio desta, RENUNCIAR ao cargo de Presidente do Botafogo S.A., em caráter irrevogável, partir desta dana.

Volto para o meu camarote, de onde continuarei torcendo com a minha família para esse BOTAFOGO que tanto amamos.