Especial Interior: Para não cair, Botafogo dobra esforços e segura elenco

Neste momento, o clube teria que procurar um novo local para iniciar os treinos

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 27 (AFI) - Na zona de rebaixamento, o Botafogo conseguiu segurar boa parte do seu elenco durante a pandemia causada pelo novo coronavírus. O Fogão se preocupou em segurar o máximo de seu elenco para buscar a permanência no Campeonato Paulista.

Deixaram o clube apenas o zagueiro Didi, que acertou com o Guarani, e o volante Willian Oliveira, reforço da Chapecoense. O clube estuda buscar peças de reposição, mas o principal reforço veio de dentro do elenco. Dodô, recuperado de uma cirurgia no joelho direito, poderá fazer sua estreia na temporada.

Em meio à crise de saúde, o Botafogo precisou reduzir de 25 a 35% dos salários de funcionários e jogadores. O clube também não conseguiu a liberação para realização de treinos presenciais, haja vista que a cidade de Ribeirão Preto está na zona vermelha da pandemia.

Botafogo está firma na busca pela permanência no Paulistão. Foto: Botafogo
Botafogo está firma na busca pela permanência no Paulistão. Foto: Botafogo
PROBLEMAS
A paralisação serviu ainda para a disputa extracampo pelo poder no clube. Há muitos questionamentos sobre o processo de clube-empresa implantando no futebol. Neste período aconteceram muitas discussões entre conselheiros e atuais gestores do futebol.

Quando a competição voltar, a briga será para não cair. Vice-lanterna com oito pontos, o Botafogo vai precisar vencer seus últimos jogos para não depender de ninguém: recebe o Guarani e sai diante do Bragantino.