Claudinei descarta reforços por ora e quer salvar Botafogo com atual elenco

Estreia de Claudinei Oliveira no pior clube do Paulistão será nesta sexta-feira de carnaval, às 16 horas, contra a Inter de Limeira

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 18 (AFI) - Ciente da situação do Botafogo em campo e fora das quatro linhas, o técnico Claudinei Oliveira, substituto de Wagner Lopes, evitou tocar no assunto reforços em um primeiro momento. O treinador acredita que seja a hora de valorizar os jogadores atuais até mesmo para não perder de vez o grupo. Claudinei, no entanto, jogou a responsabilidade para o grupo atual.

"Quem vai resolver o problema do Botafogo está aqui. O campeonato tem limitação de inscrições, podem chegar até três jogadores, mas não é momento de indicar atletas. Temos que olhar quem está aqui, ter a visão de quem chega agora, não tenho pré-conceito sobre nenhum desses atletas", disse ele em entrevista coletiva.

A estreia de Claudinei Oliveira no pior clube do Paulistão será nesta sexta-feira de carnaval, às 16 horas, contra a Inter de Limeira no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, pela sétima rodada. Será através de treinos e jogos que o comandante observará os jogadores e, se necessário, pedirá reforços.

"Hoje é difícil ter jogador disponível no mercado. Se tiver condição, não podemos perder oportunidades. Contratar por contratar, não precisa. A gente tem hoje três inscrições, se tiver condições de trazer atletas que vão agregar, temos que trazer. Não posso assumir e falar que tenho três jogadores, o cara que está no vestiário vai pensar que eu nem vi (o elenco) e já quero reforços. Tenho que ser inteligente, avaliar o grupo, conversar. Estamos avaliando", finalizou.

Olho no grupo. (Foto: Botafogo / Divulgação)
Olho no grupo. (Foto: Botafogo / Divulgação)
MAIS
DE CLAUDINEI!
O trabalho de Claudinei Oliveira começou nesta segunda-feira. Junto com ele chegou o auxiliar técnico Luciano Gusso. O treinador tem no currículo o acesso para a Série A do Brasileiro com o Avaí em 2016. Na oportunidade, o time catarinense sagrou-se vice-campeão da Série B.

Além do Avaí, Claudinei Oliveira trabalhou também no Goiás, Atlhetico-PR, Paraná, Vitória, Chapecoense, Sport e Santos.