Carioca: Botafogo tenta fazer ataque funcionar diante do Resende para evitar outro tropeço

O técnico Marcelo Chamusca usou sete jogadores de ataque no empate com o Boavista. E não conseguiu êxito

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 07 - O Botafogo carrega um problema crônico desde o Brasileirão: seus atacantes não conseguem fazer gols. Segundo pior no quesito no Nacional, marcou na campanha do rebaixamento apenas 32 vezes. Largou no Campeonato Carioca com frustrante 0 a 0 e espera ajustar o setor diante do Resende, às 20h15 deste domingo, no Engenhão, para não fazer feio no Estadual.

Enquanto os reforços ainda estão chegando, muitos atletas utilizados na reta final do Brasileirão vêm sendo utilizados. Mas nenhum se destaca na frente.

O técnico Marcelo Chamusca usou sete jogadores de ataque no empate com o Boavista. E não conseguiu êxito. Três começaram o jogo, Ênio, Matheus Babi e Warley. Não agradaram, entretanto, e acabaram sendo substituídos. Outros quatro entraram no decorrer da partida e podem surgir no time titular: Cesinha, Navarro, Matheus Nascimento e o estreante Ronald.

Treinador vive a expectativa de ver o ataque funcionar neste domingo
Treinador vive a expectativa de ver o ataque funcionar neste domingo

O jogo diante do Resende neste domingo pode ser um teste definitivo para muitos jovens, já que a ideia de Chamusca e da diretoria é ter um time com "cara nova" já no Estadual para chegar pronto à Série B.

Além de Ronald, o Botafogo já fechou com Gilvan, Marcinho e Felipe Ferreira. E segue no mercado atrás de mais reforços, enquanto vai abrindo mão de outros nomes. Lecaros não fica, Victor Luiz foi devolvido e Caio Alexandre, negociado.

O Resende ganhou de virada do Fluminense e será um bom teste para Chamusca avaliar seu ataque. E também quem pode seguir na defesa, já que os visitantes prometem atacar. O técnico Sandro Sargentin aprovou a entrada de Jeffinho, mas deve manter o jovem da base no banco. Apostando em muitos pratas da casa, ele pretende surpreender optando pelo manutenção dos titulares.

DIOGO SISTON AVALIA DESEMPENHO DO VASCO CONTRA O VOLTA REDONDA

Espaço incorporado por HTML (embed)