Torcida protesta contra time do Brasileirão e pede saída de técnico: 'Não dá mais'

No Brasileirão, o Botafogo abre o Z4, em 17º, com apenas uma vitória em nove jogos, seis empates e duas derrotas

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 16 (AFI) - A situação do Botafogo não é nada boa na temporada e a equipe está passando por um momento crucial. Isso porque vencer um clássico pode mudar completamente o cenário, mas perder piora muito a situação. E no último domingo, a equipe foi derrotada pelo Vasco, por 3 a 2, o que gerou protesto de torcedores.

Cerca de 80 torcedores foram até o Estádio Nilton Santos nesta terça e penduraram diversas faixas de protesto. A maior teve a mensagem "Time de frouxos". Outras menores tinha dizeres "Copa do Brasil é obrigação", "Respeita a nossa história", além de citar dois jogadores. "Doe sangue para Barrandeguy" e "Cachaça + horóscopo = Pedro Raul".

AUTUORI PRESSIONADO

Alguns torcedores até mesmo conversaram com o vice-presidente de futebol do Botafogo, Marco Agostini, e um deles pediram a saída do técnico Paulo Autuori.

"O cara já deu o papo! Como é que ele vai incentivar o time se ele não quer ser treinador?

Está errado. Agradeço muito ao Autuori por tudo que ele já fez ao Botafogo. Mas, mano, não dá mais", disse o exaltado torcedor.

MAIS DOIS CLÁSSICOS

Para deixar a situação ainda mais tensa, o Botafogo volta a enfrentar o Vasco nesta quinta-feira, às 19h, no Nilton Santos, pelo jogo de ida da quarta fase da Copa do Brasil. No fim de semana pega o Santos pelo Brasileirão e volta a jogar com o Cruzmaltino no jogo de volta.

No Brasileirão, o Botafogo abre o Z4, em 17º, com apenas uma vitória em nove jogos, seis empates e duas derrotas, somando nove pontos.

Espaço incorporado por HTML (embed)