Botafogo ignora drama do Ceará e mira vaga na Sul-Americana

A disputa do Fogão é justamente com o rival Fluminense, que enfrenta o Corinthians

por Agência Estado

Rio de Janeiro, RJ, 06 - A luta do Ceará para evitar o rebaixamento à Série B não interessa aos jogadores do Botafogo.

A equipe carioca entra em campo neste domingo, às 16h, no Engenhão, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, com o objetivo de conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana de 2020. A disputa é com o Fluminense, que enfrenta o Corinthians, em São Paulo, no mesmo horário.

O Botafogo soma 42 pontos e ocupa o 15º lugar. O Fluminense está uma posição acima na tabela, com 43. A equipe alvinegra leva vantagem no número de vitórias (13 contra 11) e, por isso, pode até se classificar com um empate, desde que o rival seja derrotado pelo Corinthians. A igualdade garante o Ceará na Série A.

"A gente vai entrar para ganhar. A guerra é entre Cruzeiro e Ceará", afirmou o atacante Rhuan.

O Botafogo vai atrás de uma vaga na Copa Sul-Americana de 2020
O Botafogo vai atrás de uma vaga na Copa Sul-Americana de 2020
"O Botafogo sempre entra para vencer, independentemente de qualquer clube", reforçou o zagueiro Marcelo Benevenuto.

CLASSIFICAÇÃO IMPORTANTE
A dupla afirma que uma vaga na Copa Sul-Americana é importante para o clube.

"Ficaria sem graça o Botafogo não disputar um campeonato internacional pela grandeza do clube. Não dependemos só da gente, mas vamos procurar fazer nossa parte e torcer pelo resultado", afirmou o Benevenuto.

"São dois jogos complicados, a gente sabe que o Corinthians e o Ceará são adversários difíceis. Mas a gente ganhando, a nossa consciência vai estar tranquila que fizemos o melhor", disse Rhuan.

"Sempre é bom jogar uma competição internacional, o Botafogo sempre quer disputar tudo, vamos dar o nosso melhor", completou o atacante.

QUESTÃO FINANCEIRA
A classificação não é importante apenas esportivamente para o Botafogo. Nas últimas duas edições da Copa Sul-Americana, o clube faturou quase R$ 8 milhões em premiações, sendo R$ 4,7 milhões apenas em 2019. A equipe carioca caiu nas oitavas de final para o Atlético-MG.