Pressionado, técnico do Botafogo deixa futuro em aberto: "Meu desejo é continuar"

O trabalho de Zé Ricardo vem sendo bastante criticado pelos torcedores e a situação se agravou após a eliminação na Copa do Brasil

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 12 (AFI) - A eliminação na terceira fase da Copa do Brasil para o Juventude, na última quinta-feira, deixou a situação de Zé Ricardo no Botafogo bastante delicada. Em entrevista coletiva, o treinador admitiu que a pressão é grande.

"A pressão é enorme. Nosso rendimento poderia estar melhor, assumo isso. Não fizemos um Carioca bom e isso trouxe ainda mais pressão. Queríamos passar de futebol. O futebol tem disso: momentos bons e ruins. Mas precisamos manter a tranquilidade neste momento", disse o treinador.

A eliminação para o Juventude na Copa do Brasil deixa Zé Ricardo balançando no cargo
A eliminação para o Juventude na Copa do Brasil deixa Zé Ricardo balançando no cargo
Nas redes sociais, logo após a partida, muitos torcedores pediram a saída de Zé Ricardo. O treinador também não é unanimidade internamente. Apesar do desejo de cumprir o contrato até o final, ele deixou o futuro nas mãos da diretoria.

"Meu desejo é sempre de continuar, de cumprir os contratos. Mas essas questões são prerrogativas do empregador. Nesse caso é o clube que deve se posicionar. A gente sabe como funciona o futebol brasileiro", comentou Zé Ricardo.

NADA BOM
O início de temporada do Botafogo realmente deixa a desejar. O clube não passou da fase de grupos da Taça Guanabara e da Taça Rio. No geral, pelo Campeonato Carioca, o Fogão disputou 11 jogos, com três vitórias, quatro empates e quatro derrotas.

Eliminado na Copa do Brasil, o Botafogo ainda está vivo na Sul-Americana depois de ter passado pelo Defensa y Justicia-ARG com duas vitórias - 1 a 0 no Rio de Janeiro e 3 a 0 na Argentina.