Apresentado no Botafogo, ex-atacante da Ponte exalta clube: 'Uma equipe enorme'

Roger destaca que chega motivado pela última temporada, em sua análise, a melhor da carreira

por Agência Futebol Interior

Rio de Janeiro, RJ, 12 (AFI) - O Botafogo ganhou novos nomes para a temporada e após Montillo, mais um foi apresentado oficialmente em General Severiano. Centro-avante experiente, o atacante Roger, de 32 anos, ex-jogador da Ponte Preta vestiu a camisa alvinegra pela primeira vez e foi elogiado pelo Gerente de Futebol Antonio Lopes.

"Um velho conhecido de vocês. A imprensa toda já sabe quem é o Roger, que também já foi meu jogador. Uma boa contratação feita pelo Botafogo, experiente e que já participou de competição internacionais. Tenho certeza que nos ajudará bastante. É um goleador e que foi artilheiro por onde passou. Tenho certeza que dará muitas alegrias não só para nós da comissão técnica, mas para toda a torcida alvinegra", apresentou Lopes.

Roger foi apresentado oficialmente como reforço do Botafogo (Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo)
Roger foi apresentado oficialmente como reforço do Botafogo (Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

REALIZADO
Em suas primeiras palavras Roger demonstrou serenidade e uma maturidade que promete ser importante para o Botafogo.

O atacante também falou da realização do sonho de voltar a vestir uma grande camisa do futebol brasileiro. Será a 16ª temporada de Roger como jogador profissional.

"Realmente estou muito feliz com a oportunidade. Vou vestir uma grande camisa, uma equipe enorme. Sei que tem algo diferente aqui, é gostoso jogar no Botafogo. Chego animado pela minha última temporada, a melhor na minha carreira. Fiz bastante jogos e um grande número de gols. Agradeço a Deus, ao Botafogo pela oportunidade e ao Lopes, que me ligou. A grandeza do Botafogo nem preciso falar, mas sem dúvida o desejo de voltar a disputar uma Libertadores. Sem dúvida foi o que me atraiu a voltar. Todo mundo quer jogar e vencer uma Libertadores. Vi o que o grupo fez no segundo turno, resultados maravilhosos. Quem chega nesse clube é um privilegiado",disse.

POLÊMICA NA PONTE
Roger também comentou durante a apresentação sobre a sua polêmica saída da Ponte Preta, que rescindiu o seu contrato em novembro após a descoberta de que o jogador tinha firmado um acordo prévio para defender o Botafogo. Ele reconheceu que o seu condicionamento físico foi afetado pelo período extra de inatividade.

"Meu ciclo na Ponte Preta tinha acabado. Cheguei lá com sete anos e foram quatro passagens por lá. Queria muito ter encerrado a temporada lá, o que não aconteceu. Segue no meu coração, é meu time de criança, mas o foco agora está no Botafogo. Fiquei quase 60 dias em casa por conta da rescisão, treinando, mas não é a mesma coisa que jogar. É buscar ritmo de jogo", comentou.

aaa