RJ: Caio já é tratado por Joel como "estrela" no Botafogo

por Teste

Rio de Janeiro, RJ, 04 (AFI) - O jovem atacante Caio, de 19 anos, foi decisivo para o Botafogo na campanha da conquista da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, e ganhou ainda mais prestígio com o técnico Joel Santana na noite da última quinta-feira.

Veja também:
RJ: Técnico do Bota vai conversar com Herrera após desobediência


Na ocasião, em duelo no Engenhão, ele sofreu dois pênaltis, provocou a expulsão de um adversário e ainda realizou outras boas jogadas no ataque na vitória por 2 a 1 sobre o Duque de Caxias, pela segunda rodada da Taça Rio.

Foi apenas a segunda partida de Caio como titular no Botafogo, mas a sua atuação já foi suficiente para Joel começar a tratá-lo como uma "estrela". "No momento certo, ele vai ter a chance e vai se firmar como titular. Por enquanto, estamos trabalhando no dia-a-dia para que mantenha a cabeça no lugar e esse futebol vistoso. Caio é uma estrela que está nascendo, temos de saber cuidar. Tenho certeza de que irá muito longe", afirmou o treinador.

Caio, por sua vez, festejou por ter correspondido em mais uma partida como titular. "É sempre bom começar jogando, mas não é sempre que vou decidir. Felizmente pude ajudar. Acabei com a história de que não jogo bem quando sou titular. O time foi bem, tomou um gol no começo, que prejudicou, mas depois impôs o seu ritmo", ressaltou o jogador.

Já o atacante argentino Herrera, que converteu dois pênaltis e desperdiçou um, lembrou que teve coragem de pedir para bater a terceira cobrança, depois de ter falhado na segunda. "É normal, qualquer um erra pênalti. Tive personalidade para bater o outro e dar a vitória ao time. Ajudar o Botafogo foi o mais importante. Levo muita pancada, mas o que vale é o espírito vencedor", disse.

Com os dois gols que marcou, Herrera encerrou um jejum pessoal que durava desde a quarta rodada da Taça Guanabara, quando o Botafogo bateu o Tigres por 2 a 1, em São Januário.