Pelo G4, Evaristo Piza quer compensar desfalques com a força da torcida do Botafogo

Belo receberá a ameaçada Juazeirense neste sábado, às 19h30, no Estádio Almeidão, em João Pessoa

por Agência Futebol Interior

João Pessoa, PB, 07 (AFI) - O técnico do Botafogo, Evaristo Piza (foto), sabe que terá cinco desfalques para a decisiva e última rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Até mesmo por isso, ele quer compensar a falta de alguns jogadores com a força da torcida. Dependendo apenas de si, o Belo receberá a ameaçada Juazeirense neste sábado, às 19h30, no Estádio Almeidão, em João Pessoa, pela 18ª e última rodada do Grupo A.

O Botafogo tem a quarta melhor campanha como mandante no Grupo A. São 17 pontos em oito rodadas - cinco vitórias, dois empates e apenas uma derrota. Aproveitamento de 70,8%. Para se ter uma ideia, o clube paraibano conquistou 68% dos seus pontos diante da torcida. E os torcedores têm mesmo feito a diferença nas arquibancadas.

No ranking de público da divisão, o Botafogo ocupa a terceira colocação entre todos os 20 clubes. A média do Belo chega a 5.026 pagantes. Em oito partidas ao lado da torcida, o Botafogo supera os 40 mil torcedores (40.209). E são os torcedores que terão a missão de compensar os desfalques dentro das quatro linhas.

Evaristo Piza não poderá contar com o goleiro Saulo, o zagueiro Júnior Lopes, o lateral-direito Gedeílson e os volantes Rafael Jataí e Rogério. Todos estão suspensos e não pegarão a Juazeirense. O Botafogo soma 25 pontos e só precisa de um empate para carimbar o passaporte. Os baianos, por outro lado, estão na vice-lanterna com apenas 18.

 
 
" />