Série C: Meia Hiroshi espera nova chance no Botafogo-PB

Em busca da oportunidade, jogador acredita num resto de ano muito bom para o clube

por Agência Futebol Interior

João Pessoa, PB, 17 (AFI) - Apesar da derrota diante do Remo no último final de semana pela série C, o Botafogo da Paraiba ainda segue com um pouco de crédito dentro de campo. Campeão estadual e eliminado pelo Bahia na Copa do Nordeste, em confrontos acirrados e mostrando bom futebol, o time alvinegro busca um novo prumo e este caminho pode estar na volta do meia Hiroshi a equipe titular.

Contratado este ano para reforçar o elenco e um dos nomes no início de temporada, o jogador versátil, que atua em todas posições do setor de meio de campo para frente - tendo já feito pelo Tupi até o papel de centroavante - acredita num resto de ano muito bom para o clube.

"O Botafogo vem fazendo um ótimo 2018. Foi uma boa escolha que fiz quando vim pra cá. O clube é bem organizado e com uma torcida apaixonada. Fui muito bem tratado desde o primeiro dia e me sinto feliz aqui", disse.

Apesar da derrota, em casa, para o Remo, Hiroshi não vê razões para críticas depois deste insucesso. "Nosso time é bem organizado taticamente e com muita qualidade e isso tem ajudado o Botafogo a fazer bons jogos. Claro que perder em casa é sempre ruim, mas prova que há muitos times bons pelo país. Nada é tão fácil", afirmou o ex camisa 10 do Vila de Goias.

Hiroshi espera por chance no Botafogo-PB. (Foto: Divulgação)
Hiroshi espera por chance no Botafogo-PB. (Foto: Divulgação)

EXPECTATIVA
O meia, no entanto, aguarda poder voltar a equipe e para isso vem treinando até de segundo volante, onde poderá estar, em breve, ajudando o time em campo.

"Claro que quero jogar e poder estar em campo. Sei que o treinador conhece meu potencial e aquilo que posso dar, já que quero aparecer e voltar para o mercado. Parado não tem como" afirmou.

Aliás, longe das lesões que o prejudicaram muito nos últimos anos, o jogador, que já jogou fora do país, não descarta este sonho, mas antes respeita o clube paraibano que lhe abriu as portas e tem um sonho.

"O Botafogo abriu as possibilidades no momento que eu mais precisava. Eu vinha de um período de inatividade e eles me deram todo suporte. As lesões me atrapalharam a ter sequência em 2017 e em 2018 estou conseguindo atuar depois do grande trabalho do departamento médico do Botafogo. Jogando, estando bem e subindo com o clube, sei que tudo volta como antes. Depende de mim e espero que comece já no próximo compromisso. Estou pronto, tenho o sonho de poder subir este time", finalizou o meia.

 
 
" />