Jogadores de gigante alemão terão redução no salário por causa do COVID-19

Segundo projeções do próprio clube, a redução poderá chegar a 2,3 milhões de euros por mês

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 24 (AFI) - A diretoria do Borussia Dortmund, com a anuência dos jogadores, irá cortar 20% do salário do elenco e também de todos os 850 funcionários do clube. A atitude se deve por conta da paralisação do Campeonato Alemão devido à pandemia do coronavírus.

A redução no salário irá durar apenas durante a paralisação do COVID-19. A atitude ajudará o clube a enfrentar os problemas financeiros, uma vez que ficará sem fazer receita com os jogos. Segundo projeções do próprio clube, a redução poderá chegar a 2,3 milhões de euros por mês.

"Foi uma mostra de solidariedade aos 850 funcionários do clube", declarou o BVB em comunicado oficial.

"Mordida" para manter a saúde do clube. (Foto: Divulgação)
A "mordida" poderá continuar se o Campeonato Alemão voltar. Se os jogos acontecerem com os portões fechados, o clube alemão reduzirá 10% dos salários.

Antes da parada em 16 de março, o Borussia Dortmund encontrava-se na vice-liderança do Alemão com 51 pontos, a quatro do líder e rival Bayern de Munique.