Copa do Brasil 2020 registra placar manual em jogo de clube da Série B

A cada gol, garoto do placar precisa trocar a placa que marca os gols dos mandantes e dos visitantes

por Agência Futebol Interior

Saquarema, RJ, 19 (AFI) - O século já é XXI. O ano 2020. O Estádio Elcyr Resende, em Saquarema, porém, ainda vive no passado. Alguns dirão que a casa do clube do Rio de Janeiro é "raiz". O fato é que, em plena Copa do Brasil - torneio com a maior premiação do futebol nacional -, o estádio do Boavista tem placar manual.

É isso mesmo! Sabe aquela história que se avô contava? Pois bem... A cada gol marcado, o responsável pelo placar precisa mudar a numeração. Esse é o registro que mostra o Portal Futebol Interior no momento do gol da Chapecoense em partida, nesta quarta-feira, pela primeira fase da Copa do Brasil.

Na mão mesmo. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)
Na mão mesmo. (Foto: Márcio Cunha / Chapecoense)
Aos 40 minutos, Foguinho começou a jogada. Aylon fez tabela com Renato e bateu cruzado na saída de Klever. Com a rede balançando, o cara do placar precisou mudar o placar e colocar o número 1 para os lados do clube catarinense. Aos 13 minutos do segundo tempo, Foguinho fez o menino do placar trabalhar de novo.

O vencedor desse jogo enfrentará o São José, algoz do Caucaia (2 a 1). O duelo será na quinta-feira, 27 de fevereiro, às 19h15, no estádio Francisco Novelletto Neto, em Porto Alegre.