Jatinho que levaria brasileiro para Europa tinha meia tonelada de cocaína

Droga estava escondida em uma aeronave de uma empresa privada de aviação e tinha como destino a Europa

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 20 (AFI) - O zagueiro Lucas Veríssimo escapou de uma grande confusão no início do mês. O jatinho que levaria o zagueiro do Santos para Portugal, onde assinaria com o Benfica, foi interceptado pela Polícia Federal com meia tonelada de cocaína.

"A Polícia Federal apreendeu cerca de 500 kg de cocaína, no Aeroporto Internacional de Salvador. A droga estava escondida em uma aeronave de uma empresa privada de aviação e tinha como destino a Europa", informou a PF.

Avião da droga. (Foto: Divulgação / PF)
Avião da droga. (Foto: Divulgação / PF)

O jatinho tinha como destino o aeroporto de Tires, em Cascais, em Portugal. A lista inicial de passageiros, além de Veríssimo, contava com Bruno Macedo, agente de Jorge Jesus, e Hugo Cajuda, de Abel Ferreira, segundo o Correio da Manhã. O zagueiro, porém, foi de voo comercial.

Por conta das restrições da pandemia de Covid-19, Lucas Veríssimo fez um voo comercial passando pela França até chegar a Portugal. Foi o Benfica que comprou a passagem para Lucas Veríssimo.

Por pouco, hein, Lucas Veríssimo? (Foto: Reprodução)
Por pouco, hein, Lucas Veríssimo? (Foto: Reprodução)

INVESTIGAÇÃO!
"Após o piloto acusar a ocorrência de alerta de pane durante o voo para a capital baiana, mecânicos inspecionaram a aeronave e acabaram encontrando parte da droga, sendo acionada, imediatamente, a Polícia Federal", seguiu a PF.

Ainda de acordo com a PF: "As investigações prosseguirão para identificação dos responsáveis pela carga ilícita, que poderão responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, previstos nos artigos 33 e 35 da Lei 11.343/2006, cujas penas, somadas, podem chegar a 25 anos de reclusão".

LUCAS VERÍSSIMO!

O zagueiro Lucas Veríssimo assinou contrato até 2025 com o Benfica. O Santos irá receber o valor acordado - 6,5 milhões de euros (aproximadamente R$ 42 milhões) - em menos parcelas (três e Veríssimo aceitou reduzir o porcentual a que terá direito).