De saída, Thiago Alcântara dá adeus ao Bayern: 'Decisão mais difícil da carreira'

Para contratar o meio-campista de 29 anos, o Liverpool vai desembolsar 20 milhões de libras (R$ 135 milhões)

por Agência Estado

Campinas, SP, 18 - Negociado para ser o novo reforço do Liverpool na temporada 2020/2021, o brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara se despediu nesta sexta-feira do Bayern de Munique e agradeceu ao clube e aos torcedores pelos sete anos vividos na Alemanha. Em vídeo publicado nas redes sociais, o volante conta que tomou a decisão mais difícil de sua carreira.

"Sim. Tomei a decisão mais difícil da minha carreira. Encerro um capítulo neste maravilhoso clube que me fez crescer como jogador durante sete anos. Vitórias, glória e também tempos difíceis, mas o que me deixa com mais orgulho é que cheguei a Munique como um jogador jovem, cheio de sonhos, e agora saio completamente satisfeito com o clube, a história e a cultura", afirmou Thiago Alcântara.

QUE BOLADA
Para contratar o meio-campista de 29 anos, o Liverpool vai desembolsar 20 milhões de libras (R$ 135 milhões), além de um bônus de 5 milhões de libras (R$ 33 milhões), dependendo do desempenho do time na Liga dos Campeões da Europa.

De saída, Thiago Alcântara dá adeus ao Bayern: 'Decisão mais difícil da carreira'
De saída, Thiago Alcântara dá adeus ao Bayern: 'Decisão mais difícil da carreira'
Um dos destaques na campanha da conquista do Bayern de Munique na última edição da Liga dos Campeões, ao derrotar o Paris Saint-Germain na decisão, Thiago Alcântara vai assinar um contrato por quatro temporadas. E vai receber o número 6, o mesmo que utilizava na Alemanha.

O brasileiro naturalizado espanhol, que é filho do tetracampeão mundial Mazinho, é o segundo reforço do Liverpool para esta temporada. O atual campeão inglês havia contratado o lateral-esquerdo grego Kostas Tsimikas, do Olympiakos, por 12 milhões de libras (R$ 81 milhões).

CARREIRA
Formado no Barcelona, Thiago Alcântara chegou ao Bayern de Munique em 2013 como um pedido do espanhol Pep Guardiola, treinador que o havia treinado também no clube catalão. Em solo alemão, conquistou sete títulos nacionais, sendo o último deles na temporada passada, quando o time levantou a tríplice coroa (além do Campeonato Alemão, levou a Copa da Alemanha e a Liga dos Campeões).

"Aqui aprendi a amar a tradição. Experimentei momentos fantásticos nesta cidade e na Allianz Arena. Com minha família bávara, que me tratou muito bem e me quis em cada segundo. Minha decisão (de sair) é puramente pela razão esportiva como jogador de futebol. Quero novos desafios para me desenvolver ainda mais. Bavária será para sempre a minha casa. Obrigado, Bayern!", finalizou.