Paulista A3: Antes de jogo começar, Edson Abobrão deixa Batatais

Treinador teria se incomodado com problemas internos do clube

por Agência Futebol Interior

Batatais, SP, 12 (AFI) - O Batatais entrou em campo na quinta rodada da Série A3 do Campeonato Paulista sem treinador. Antes mesmo da bola rolar, o ex-lateral da Seleção Brasileira, Edson Abobrão deixou o comando do clube. Ele sequer viajou para Bauru, local do duelo contra o Noroeste, nesta quarta-feira.

A saída do treinador foi motivada por motivos pessoais, segundo informações da diretoria do Batatais. O Fantasma da Mogiana teve que ir a campo sob comando do auxiliar Marinivio Caetano, o Nívio.

Abobrão pediu as contas depois de uma reunião com a diretoria. No encontro, o treinador e os diretores entraram em divergências por problemas internos no clube.

Ele chegou ao clube em novembro e começou o trabalho do zero.

"Saí na terça após uma reunião com o presidente. O motivo foi o não cumprimento do que foi acordado comigo desde novembro e por não ter perspectiva de acertos pendentes. Deixo o meu respeito e amizade torcendo para que o Batatais um dia volte a ser forte", disse Edson ao Portal Futebol Interior.

PONTE E GUARANI

Edson Abobrão foi lateral-direito dos bons da Ponte Preta nos anos 80.Ganhou o apelido porque num treino peneira no Estádio Moisés Lucarelli apareceu com meião cor de abóbora.

Em 1991, já no Guarani, foi responsável por converter o pênalti que carimbou o acesso do Bugre à elite.

SELEÇÃO, PALMEIRAS E CORINTHIANS

Edson Boaro pode ser considerado um dos melhores laterais da história do Brasil, tendo feito cerca de 50 partidas com a seleção brasileira, chegando a disputar a Copa do Mundo em 1986.

Além de Ponte e Guarani, passou por Corinthians, Palmeiras, Noroeste, Paysandu-PA, Remo-PA, Botafogo de Ribeirão Preto e Sãocarlense. No Corinthians, foi campeão paulista em 1988 diante do São Paulo, marcando gol na final.

Como técnico, já passou por São Bernardo, Francana, Grêmio Mauaense, Lemense, Noroeste, Taubaté e Jacareí.