STJD adia julgamento que pode colocar time do interior na Série A2 do Paulista

O clube busca, por vias tribunais, o acesso para a Segunda Divisão do Estado

por Agência Futebol Interior

Barretos, SP, 21 (AFI) - O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) adiou o julgamento do Barretos, que seria na última quarta-feira, para o dia 28 de novembro. Com um 'Mandado de Garantia', o clube do interior paulista tenta, via tribunais, ficar com a vaga que seria do Red Bull Brasil na Série A2. O Toro Loko foi rebaixado devido a compra do Bragantino pela empresa de bebida energética.

O Barretos recorreu à entidade máxima depois de ter o pedido negado pelo Tribunal de Justiça Desportiva (TJD). O clube entende que como terceiro colocado da Série A3 de 2019 tem o direito de disputar à Série A2, o que foi negado em primeira instância.

Barretos foi até CBF para buscar o acesso
Barretos foi até CBF para buscar o acesso
O CASO
Na verdade, o Barretos, terceiro colocado no ano passado da Série A3, entende que teria direito a uma vaga na Série A2 de 2020 após a mesma empresa que gere o Red Bull Brasil comprar o Bragantino.

Na realidade, o Red Bull já decidiu que vai manter a parceria com o Bragantino/Red Bull e, com isso, vai ser rebaixado para a Série A2, onde vai disputar a competição com o nome Red Bull Brasil, usando jogadores de sua base e até jovens de 23 anos.

Mas como prevê o Regulamento Geral das Competições, o Red Bull Brasil, agora apelidado de Toro Rosso (como é chamada sua segunda equipe na Fórmula 1) não poderá ter acesso. OU seja, quem disputar a Série A2 em 2020 já saberá que não terá o RB como adversário na briga pelo acesso. A briga de 16 caiu para 15 clubes.