Griezmann é apresentado no Barcelona e lamenta protestos do Atlético de Madrid

Francês formará trio de ataque com o uruguaio Luis Suárez e o argentino Lionel Messi

por Agência Estado

Campinas, SP, 14 - O atacante francês Antoine Griezmann finalmente assinou um contrato de cinco anos com o Barcelona neste domingo. O atleta de 28 anos oficializou o acordo, anunciado na última sexta-feira, ao lado do presidente do clube catalão, Josep Bartomeu no Camp Nou. Em seguida, o campeão mundial pela França em 2018 foi apresentado vestindo a camisa 17.


CINCO TEMPORADAS
Griezmann chegou ao atual campeão espanhol após cinco temporadas no Atlético de Madrid, pelo qual ganhou uma Liga Europa e chegou a uma final de Liga dos Campeões. O clube madrilenho, por sua vez, promete uma disputa judicial por não concordar com o valor depositado pelo rival pela multa rescisória do contrato do jogador.

O francês formará trio de ataque com o uruguaio Luis Suárez e o argentino Lionel Messi, a quem rasgou elogios durante o evento deste domingo. "Messi é uma lenda. Um ídolo para mim e para meu filho. Será uma alegria enorme jogar com ele", afirmou o atacante.

Em seguida, o francês foi ao gramado do Camp Nou e, já uniformizado, fez as tradicionais embaixadinhas e posou para os fotógrafos. "Estou aceitando um desafio enorme e me sinto preparado para o que está por vir. Vou tentar melhorar, procurar o meu lugar em um grande clube e tentar ganhar todo os títulos", declarou o jogador.

Foto: Divulgação / Barcelona
Foto: Divulgação / Barcelona

ACUSAÇÃO
O atleta tinha um contrato com o Atlético que vigorava até 2023 com uma cláusula de 200 milhões de euros (R$ 841 milhões) em caso de quebra de acordo. Após 1º de julho, o valor cairia automaticamente para 120 milhões de euros (R$ 505 milhões), valor pago pelos catalães. Os madrilenhos, porém, alegam que o Barcelona já havia acertado a transferência antes desta data, afirmando que levarão o caso à Fifa com a acusação de aliciamento do jogador.

"É uma pena o que fez o Atlético. Fui consultá-los antes para não pegá-los desprevenidos e para que pudessem se preparar para o futuro", afirmou Griezmann durante a coletiva de imprensa deste domingo. "Entramos num acordo, mas no fim mudaram. Mas é assim, terão que aceitar", acrescentou o francês.

Já Bartolomeu fez questão de informar à imprensa presente ao Camp Nou que Griezmann só foi procurado em maio deste ano, diferentemente do que alega o rival de Madri, que afirma que as negociações tiveram início ainda em março.