Liga dos Campeões: 'Eliminações do Real e do PSG são lições para o Barça', diz Valverde

O time catalão vai enfrentar o Lyon, no jogo da volta das oitavas de final, quarta-feira que vem, no Camp Nou

por Agência Estado

Campinas, SP, 08 - As viradas sofridas pelo Real Madrid e pelo Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões devem ser encaradas como lições para o Barcelona, alertou o técnico Ernesto Valverde, nesta sexta-feira. O time catalão vai enfrentar o Lyon, no jogo da volta das oitavas de final, quarta-feira que vem, no Camp Nou, na cidade espanhola.

"Quando vemos times sendo eliminados na Liga dos Campeões quando contam com placares favoráveis, como foi o caso do Real Madrid e do Paris Saint-Germain, times tão fortes, isso quer dizer que o objetivo realmente é difícil", declarou Valverde, nesta sexta - no jogo de ida, Barça e Lyon ficaram no 0 a 0.

Para o treinador, "nada está garantido" na competição europeia. "Estes resultados mostram como é difícil se classificar e que teremos que estar atentos ao nosso jogo porque aqui nada está garantido", ressaltou o comandante do Barcelona.

'Eliminações do Real e do PSG são lições para o Barcelona', diz Valverde
'Eliminações do Real e do PSG são lições para o Barcelona', diz Valverde
Questionado sobre a queda precoce do arquirrival Real Madrid, Valverde se esquivou de qualquer provocação. Com a eliminação, o time madrilenho praticamente teve encerrada sua temporada porque já está fora da Copa do Rei e está a 12 pontos do líder Barcelona no Campeonato Espanhol.

"Vemos esta eliminação com certa distância e respeito. O futebol é assim: em uma semana qualquer time pode mudar as coisas e não temos nada a dizer", declarou Valverde. O time catalão contribuiu com a má fase do Real ao vencer dois clássicos seguidos no Santiago Bernabéu na mesma semana. Um causou a eliminação do rival na Copa do Rei e o outro ajudou a derrubar os madrilenhos na tabela do Espanhol.

TÃO FIRME
Apesar disso, Valverde não descartou o Real na briga pelo título nacional. "Não descarto o Real por respeito e também por uma questão matemática. Ainda há 36 pontos em disputa. É verdade que temos 12 de vantagem, mas pensamos que nós é que somos os nossos próprios rivais."

Ele também pediu atenção a sua equipe quanto ao jogo deste sábado, Rayo Vallecano, em casa, pelo Espanhol. "O Rayo está numa situação difícil, mas não podemos esquecer que em fim de temporada os times de baixo às vezes conseguem somar mais pontos e surpreender", disse, referindo-se ao 19º e penúltimo colocado da tabela.

MESSI
Valverde disse não ter se surpreendido com o retorno de Lionel Messi à seleção argentina, após a convocação anunciada na quinta-feira. O atacante não defende a equipe desde a queda da sua seleção nas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, no ano passado.

"Que o Leo ia voltar à seleção, isso nós todos já sabíamos, cedo ou tarde, é o normal. Vejo com naturalidade esta volta dele, e isso não me preocupa em nada", enfatizou o treinador do Barcelona.