Bahia 0 x 0 Vitória - Vaias para o Tricolor, contra time e treinador

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 10 (AFI) – A torcida do Bahia vaiou seu time pelo empate sem gols no clássico com o Vitória, nesta tarde, na Arena Fonte Nova, que terminou sem gols. Ao final, a torcida pediu jogadores e técnico para o Tricolor Baiano, em quinto lugar no Campeonato Baiano. O jogo foi válido pela oitava rodada.

O problema é a classificação, porque o Bahia é apenas o quinto colocado, com 12 pontos. O líder agora é o Bahia de Feira de Santana, com 15 pontos, o Vitória da Conquista aparece em segundo com 13 e em vantagem nos critérios de desempate com o Vitória (antes líder), também com 13. O quarto colocado é o Atlético de Alagoinhas e depois aparece o Bahia, com 12.

Ao final do jogo a torcida tricolor tinha dois côros. Um deles mirava o técnico Enderson Moreira e outro a direção de futebol do clube.

“ô,ô,ô...queremos treinador”

E também
“ô,ô,ô...queremos jogador”

NOVO BA-VI
Outro Ba-Vi vai acontecer pela Copa do Nordeste. Pela sexta rodada, o Esquadrão de Aço recebe a visita do Sergipe na próxima quarta-feira (13), às 19h30, novamente na Fonte Nova.

Na quinta-feira, às 21h30 é a vez do Leão encarar o Confiança, no Batistão. Pelo Baianão, a última rodada da primeira fase será no domingo (17), com todos os jogos começando às 16h.

O Tricolor enfrenta o Jequié, no Waldomirão, enquanto o Rubro-Negro pega o Fluminense de Feira, no Barradão.

Bahia e Vitória fizeram um jogo ruim e sem gols na Arena da Fonte Nova. Foto: Felipe Oliveira
Bahia e Vitória fizeram um jogo ruim e sem gols na Arena da Fonte Nova. Foto: Felipe Oliveira

BOM COMEÇO
Como esperado, o Bahia começou mais ligado e mais ofensivo, diante de um Vitória precavido, priorizando a marcação bem ao estilo do seu técnico Marcelo Chamusca.

Cada time tive uma boa chance no primeiro tempo. Aos nove minutos, Artur recebeu de Gilberto e finalizou para boa defesa de Ronaldo. Mas o rebote ficou com Nino Paraíba que chutou firme pra a defesa final de Ronaldo. O Vitória ameaçou aos 14 minutos. Quando Neto Baiano desviou e cabeça um lateral e o goleiro Douglas tirou com os olhos’ porque a bola tirou tinta de sua trave direita.

Apesar do maior volume do Tricolor, o time errava muitos passes e tinha dificuldades para evoluir. De outro lado, o Vitória não abria mão de esperar algum contra-ataque para buscar seu gol.

NO SEGUNDO TEMPO
O Bahia voltou do intervalo com Flávio no lugar do volante Nilton, que teve uma queda de pressão, talvez devido o forte calor.

Mas em campo, pouco mudou. Aos dois minutos, quase o Bahia chegou lá com uma cabeçada de Moisés, de cima para baixa, mas que acabou neutralizada por Ronaldo.

UM A MENOS
A partir dos 20 minutos, o Vitória ficou com um jogador a menos. Após saída de bola errada do Vitória, o contra-ataque foi rápido e deixou Gilberto em disparada. Na frente da área ele foi derrubado por Edcarlos, que acabou justamente expulso.

O técnico Chamusca não perdeu tempo e recompôs a marcação com a entrada de Thales no lugar de Erick. Depois disso, se fechou, diante de um Bahia inoperante no ataque o que deixou a sua torcida irritada e frustrada.