Baiano: Jequié e Juazeirense protagonizam 'dança das cadeiras' de treinadores

Carlos Rabello acertou retorno para o Cancão, atual lanterna; Ricardo Silva, então, foi confirmado pelo Jipão

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 12 (AFI) - A noite de segunda-feira foi agitada nos bastidores do Campeonato Baiano.O técnico Carlos Rabello pediu demissão da Jequié e acertou retorno para a Juazeirense, atual lanterna. Ricardo Silva, então, foi confirmado pelo Jipão, sexto colocado, que, com cinco pontos, está à mesma distância de G4 e Z1.

Na primeira fase, os dez times jogam em turno único. Após nove rodadas, os quatro melhores avançam para as semifinais, enquanto o time de menor pontuação é rebaixado. No próximo final de semana, a sexta rodada será disputada de maneira integral.

CARLOS RABELLO
Carlos Rabello tem 53 anos e possui bastante experiência no futebol paulista. O técnico já trabalhou em equipes como o Bragantino, São Bento, Atlético Sorocaba, Mirassol, Ferroviária, Ituano e Marília. Além disso, comandou times do Nordeste como o Coruripe-AL, CRB-AL, América-RN, Sergipe-SE e Galícia-BA.

Em sua primeira passagem pelo Cancão, em 2017, Rabello comandou o time em 20 partidas, entre Campeonato Baiano, Copa do Nordeste e Série D do Brasileiro. Sob o comando de Rabello, a equipe obteve oito vitórias, oito empates e quatro derrotas, com aproveitamento de 53,3%, e conquistou o histórico acesso para a Série C do Brasileiro.

Carlos Rabello
Carlos Rabello
RICARDO SILVA
Ricardo Silva tem 59 anos e já treinou equipes como Atlântico, Jacobina, Asa de Arapiraca e Vitória. No time rubro-negro, EM 2010, foi Campeão Baiano e da Copa do Nordeste 2010 e vice-campeão da Copa do Brasil.

“É um prazer aceitar a proposta da ADJ. Esperamos chegar e fazer um bom trabalho, com a ajuda de todos, os jogadores principalmente, e da torcida. Torcida é fundamental. Eu tenho certeza que será o 12º jogador nessa tarefa. Vamos lá, com fé, trabalho e dedicação fazer boa campanha e chegar o mais longe possível”, disse.

 
 
" />