Árbitro relata na súmula protestos do técnico do Bahia: "Vergonha"

Ao final da partida, o técnico foi protestar contra a arbitragem do árbitro André Luiz de Freitas Castro

por Agência Futebol Interior

Salvador, BA, 10 (AFI) – As queixas de Enderson Moreira acabaram na súmula oficial do jogo. Após o apito final da derrota por 1 a 0 para o São Paulo, o treinador reclamou dos critérios do árbitro André Luiz de Freitas Castro, que relatou: “Vergonha, vergonha, vergonha”. Para o técnico do Bahia foi um confronto equilibrado, com leve superioridade do time baiano no primeiro tempo e ainda pediu mais concentração para os jogadores na sequência dura que vem pela frente.

“Acho que foi um confronto equilibrado. Primeiro tempo a gente com um pouco mais de superioridade, algumas boas oportunidades de sair na frente, errando no último passe. No segundo tempo a gente sabia que eles iriam acelerar. E aceleraram principalmente em lances de bola parada, tiveram até um apoio dos gandulas para isso”, avaliou Enderson Moreira, que ainda completou:

Árbitro relata na súmula protestos do técnico do Bahia:
Árbitro relata na súmula protestos do técnico do Bahia: "Vergonha"
“Tivemos uma chance antes de sofrermos o gol. A gente tentou apertar, mas o São Paulo é uma equipe muito qualificada. A gente lamenta porque não fizemos um jogo para sairmos derrotados. Vida que segue. Precisamos nos concentrar para essa sequência difícil que teremos pela frente”, finalizou o treinador.

Ao final da partida, Enderson Moreira foi protestar contra a arbitragem do árbitro André Luiz de Freitas Castro. De acordo com o relato da súmula, o técnico gritava: “vergonha, vergonha, vergonha” e depois esbravejou contra o quarto árbitro Alberto Poletto Masseira: “o que foi, o que foi, você vai fazer o que?". Confira o relato do árbitro na súmula:

“Informo que ao final da partida alguns atletas e comissão técnica da equipe do Bahia, adentraram no campo de jogo, reclamando acintosamente contra a decisão da arbitragem de terminar a partida. Após o fim do tumulto e quando a equipe do Bahia se dirigia ao vestiário da sua equipe, fui informado pelo quarto árbitro da partida, Alberto Poletto Masseira que o técnico da equipe do Bahia senhora Enderson Alves Moreira, proferiu para a equipe de arbitragem as seguintes palavras "vergonha, vergonha, vergonha" e posteriormente veio em direção a este mesmo quarto árbitro e disse as seguintes palavras "o que foi, o que foi, você vai fazer o que?".”

 
 
" />