MMA: Bruna Ellen se recupera e vence no Bellator 171

Atleta campineira superou a norte-americana Carmela James em decisão unânime

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 30 (AFI) - A lutadora Bruna Ellen (3-1) conquistou a sua primeira vitória no Bellator ao bater na decisão unânime a americana Carmela James (0-1) na última sexta-feira (27), no Bellator 171, que aconteceu em Mulvane, no estado do Kansas, nos Estados Unidos. O evento principal teve como protagonistas Melvin Guillard, ex-UFC, e Chidi Njokuani.

A atleta da MuayThai Nikolai Brasil/Team Nogueira Campinas se manteve tranquila em pé e conseguiu manter bem a distância, mesmo diante da maior envergadura da adversária. Dominando melhor o centro do cage, foi mais efetiva na trocação, sem se expor demais aos golpes da americana. A estratégia traçada antes do combate foi seguida à risca: ao final de cada round, Bruna conseguiu encurtar a distância e levar a oponente ao solo.

Bruna Ellen venceu o Bellator 171 (Foto: Leonardo Fabri)
Bruna Ellen venceu o Bellator 171 (Foto: Leonardo Fabri)
O resultado veio na decisão unânime, com um árbitro marcando 29 a 28 e outros dois apontando 30 a 27, deixando claro o controle da luta apresentado pela brasileira.

“Procurei ouvir muito meu córner o tempo todo e ditar o ritmo da luta. Vi no rosto dela a frustração aos poucos, quando perdia a distância, e isso me deu confiança, sempre mantendo a estratégia”, afirmou Bruna.

A campineira contou que o fato de lutar pela segunda vez no evento ajudou a diminuir a tensão, apesar da pressão pela vitória após estrear com derrota na decisão unânime em uma apertada batalha contra Jessica Middleton, no Bellator 159, em julho do ano passado, também realizado no Kansas.

“Acho que não deixei dúvida pra ninguém e não tinha como o resultado ser diferente do que a vitória dessa vez. Dava pra ter mostrado um pouco mais, mas cada luta é diferente e as próximas vão ser melhores. Vai ser uma caixinha de surpresas, já não vejo a hora de lutar de novo”.

A lutadora assinou um contrato de quatro lutas com a organização americana em fevereiro do ano passado, após engatar duas vitórias em eventos nacionais.