Torcedores do Avaí pressionam jogadores na saída da Ressacada; técnico lamenta queda

O Leão foi eliminado do Catarinense ao empatar por 1 a 1 diante da Chapecoense

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 31 (AFI) - Após a eliminação no Campeonato Catarinense com um empate por 1 a 1 com a Chapecoense, após perder no duelo de ida, na Arena Condá, por 2 a 0, alguns torcedores do Avaí foram até Ressacada para tirar satisfação com os jogadores pelo desempenho ruim do clube neste retorno do futebol em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus.

Cerca de dez a 20 torcedores abordaram alguns jogadores na saída do estacionamento e debateram sobre a má fase da equipe, eliminada nas quartas de final do estadual. O ato, descrito até o momento, foi pacífico e não houve agressão contra os atletas ou contra os veículos dos mesmos.

Rodrigo Santana lamentou a queda no Catarinense
Rodrigo Santana lamentou a queda no Catarinense
A eliminação do Avaí nas quartas de final, após realizar a melhor campanha na primeira fase, não agradou o técnico Rodrigo Santana. O treinador garantiu que os jogadores serão cobrados ao longo da preparação para a Série B.

"Nós ficamos muito tristes e chateados. A equipe tentou, estamos abaixo, sem dúvida alguma. Precisamos de mais mobilidade e agressividade. Temos que melhorar muito. Já cobramos no vestiário e não vai mais continuar desse jeito. Pode ter certeza de que vamos voltar muito diferente", falou o treinador.

SÉRIE B
Eliminado do Catarinense, o Avaí foca na Série B. O clube catarinense irá estrear no torneio diante do Náutico no dia 8 de agosto (sábado), às 19h, na Ressacada.