Federação nega dar título ao Avaí e avisa: "Se não quiser jogar, vamos impor"

A prefeitura de Florianópolis emitiu um pronunciamento na última segunda-feira proibindo os jogos na cidade

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 23 (AFI) - A ameaça do Avaí em não entrar em campo no retorno do Estadual não caiu bem na Federação Catarinense de Futebol. O presidente Rubinho Angelotti avisou que não dará o título ao clube sem a disputa das rodadas finais e deixou claro que a equipe irá sim entrar em campo.

“Se o Avaí não concordar em jogar, a Federação vai ter que impor e acho que é isso que vai acontecer", falou o presidente, que citou a não liberação do estádio do Avante para a realização dos jogos do Catarinense a pedido do Figueirense.

"Não estamos intransigentes. Não podemos mandar os jogos em estádios sem estrutura, porque o local precisa estar cercado, senão vai dar aglomeração”, falou ao repórter Polidoro Júnior.

Avaí vai disputar o Catarinense?
Avaí vai disputar o Catarinense?
PRESSÃO
Ainda sobre o Avaí, o clube usou a cartada como uma tentativa de pressão a fim de conseguir a liberação do estádio da Ressacada. A prefeitura de Florianópolis emitiu um pronunciamento na última segunda-feira proibindo os jogos na cidade por tempo indeterminado e avisou que o futebol só deverá voltar no fim de agosto. Decisão, inclusive, que irritou o presidente da Federação.

"Nos últimos três meses trabalhei muito mais que os três anos que aqui estou. O prefeito Gean Loureiro vem fazendo um absurdo com o futebol. Estamos fazendo tudo de forma correta, muito mais que qualquer lugar frequentado pelo público”, concluiu.

O Campeonato Catarinense é previsto para recomeçar no próximo dia 8 de julho. No entanto, ainda não conseguiu o aval do Governo do Estado.