Catarinense: Diretoria do Avaí divulga nota de repúdio sobre atletas aliciados

Os atletas têm contrato de formação assinado e validado pelos seus pais, e que também assinam como representantes legais

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 07 - Nesta sexta-feira (7), a diretoria do Avaí divulgou uma nota de repúdio, comunicando que dois atletas de suas categorias de base foram aliciados e que, por este motivo, não se reapresentaram para as atividades da temporada de 2020.

CONFIRA A NOTA OFICIAL

"O Avaí Futebol Clube comunica que dois atletas de suas categorias de base foram aliciados e que, por este motivo, não se reapresentaram para as atividades da temporada de 2020.

Os atletas têm contrato de formação assinado e validado pelos seus pais, e que também assinam como representantes legais. Os dois atletas possuem 15 anos de idade e estavam há mais de um ano jogando e participando de competições oficiais pelo clube.

Assim, o Avaí Futebol Clube repudia, de forma veemente, qualquer aliciamento por parte de clubes de futebol profissional sobre seus atletas da base, uma vez que temos como princípio respeitar as normas que regem o Código de Ética.

Foto: Divulgação / Avaí
Foto: Divulgação / Avaí

Não podemos aceitar de forma alguma que outros clubes venham a “roubar” de forma vergonhosa atletas avaliados e selecionados pelos nossos gestores das categorias de base.

O Avaí F.C. é clube formador registrado com o número 20 na CBF, sendo que faz parte do movimento dos clubes formadores do futebol brasileiro. Existe um Código de Ética que deve ser respeitado por todos os gestores de clubes que trabalham
com a base nos clubes brasileiros.

O Avaí investe muito do seu orçamento anual na captação destes atletas em todo o território nacional, sendo que nunca buscou atletas com contrato em vigor com outros clubes.

Portanto, não aceitaremos esse tipo de atitude. Todos os clubes nacionais já foram comunicados sobre estes atletas aliciados e que não se reapresentaram.

Nenhum clube está autorizado a realizar contrato com os dois atletas, uma vez que ambos possuem contrato ativo com o Avaí, devendo retornar imediatamente e se reapresentar ao clube.

Caso os atletas não se reapresentem em até 10 dias ao Avaí Futebol Clube, após esta publicação, seremos obrigados a ajuizar as respectivas ações perante a Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), além de ações indenizatórias.

Por fim, o Avaí espera que situações desta natureza não aconteçam mais, e que todos os profissionais que trabalham nas categorias de base de seus respectivos clubes, respeitem o Código de Ética.

Os clubes têm que, em conjunto, influenciar positivamente as carreiras dos jovens atletas, e não induzir estas crianças a começarem suas carreiras de forma negativa.

Por fim, o Avaí comunica que o clube que assinar com estes atletas estará gerando uma publicidade negativa muito grande, além de ser responsabilizado solidariamente pela reparação de indenização a ser pleiteada.

A CBF e demais Federações Nacionais serão notificadas para que não realizem qualquer transferência entre clubes."

Avaí Futebol Clube

OUTRAS INFORMAÇÕES

Informações sobre o Clube aliciador e atletas aliciados serão mantidos em sigilo neste momento em que o Avaí aguarda a reapresentação dos atletas, - em dez dias -, na Ressacada. Caso não aconteça, medidas cabíveis serão adotadas.