Sem vencer há 16 jogos e já rebaixado, Evando revela que Avaí jogou a toalha na 24ª rodada

Ele afirmou que o clube já sabia que cairia e que a saída de Alberto Valentim piorou ainda mais a situação

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 02 (AFI) - O Avaí completou 16 jogos - 13 derrotas e três empates - sem vencer no Campeonato Brasileiro ao empatar, por 1 a 1, com o Fluminense. Na lanterna, o clube catarinense amargou o rebaixamento com cinco rodadas de antecedência. Para o técnico Evando, no entanto, o Avaí caiu bem antes, na 24ª rodada, após a saída do técnico Alberto Valentim.

"Em 24 jogos, tínhamos ganhado três, e com muita dificuldade no campeonato. Nos havíamos reconhecido internamente que era quase impossível permanecer na Série A, imagina quando o teu treinador te abandona, pagando a multa. O atleta é inteligente, sente isso", analisou o treinador da comissão fixa do clube de Florianópolis.

Evando revela bastidores do Avaí. (Foto: André Palma Ribeiro / Avaí)
Evando revela bastidores do Avaí. (Foto: André Palma Ribeiro / Avaí)
O Avaí não vence desde 23 de setembro, quando derrotou o Atlético-MG, por 1 a 0, na Ressacada. Ao todo, o clube venceu só três vezes, empatou dez e perdeu 23. O Avaí amarga a lanterna com 19 anos e volta à Série B um ano após o acesso.

"Agora resta paciência, terminar com dignidade e o Avaí executar o projeto de 2020 para formar um time forte. Fossati é treinador de grande nível. Estamos sonhando alto para montar um time forte. Por isso um treinador deste gabarito. Acredita que não será fácil, mas que bom que sonhamos e queremos fazer um time forte e com comandante com experiência", comentou Evando em relação ao sonho do Avaí de ter novamente Jorge Fossati que jogou no clube na década de 80.

Antes de entrar de cabeça em 2020, o Avaí fará mais duas partidas pelo Brasileirão. O próximo desafio será logo contra o campeão Flamengo na quinta-feira, às 20 horas, em pleno Maracnã, pela 37ª e penúltima rodada.