Volante do Avaí faz gesto obsceno à própria torcida e pode ser punido

Matheus Barbosa foi expulso e ato foi citado na súmula pelo árbitro da partida

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 25 (AFI) - Expulso aos 12 minutos do segundo tempo, durante a derrota por 1 a 0 sofrida pelo Avaí diante da Chapecoense, no último domingo, o volante Matheus Barbosa corre o risco de ser suspenso por até seis jogos. O ato foi citado pelo árbitro Raphael Claus na súmula da partida e pode acarretar em uma denúncia no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Alvo de vaias, Matheus foi expulso porque mostrou o dedo do meio à própria torcida, no momento em que deixava o gramado para ser substituído por Luan Pereira, que só entrou aos 21 minutos, no lugar de Leanderson. Com isso, o volante pode ser enquadrado no artigo 258-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que fala em “provocar o público durante partida”, sujeito a punição de dois a seis jogos de suspensão.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Quando o volante recebeu o cartão vermelho, o Avaí estava com um homem a mais em campo, uma vez que Hiago, da Chapecoense, foi expulso ainda aos cinco minutos da etapa final.

CUSTOU CARO
Mais tarde, aos 31, Everaldo marcou o gol da vitória da equipe de Chapecó, e o técnico avaiano, Evando Camillato, não hesitou ao admitir a parcela de culpa de Matheus.

“Ele pediu desculpa, teve uma atitude irresponsável. Aí a equipe sentiu. Iríamos ter superioridade numérica. Em um momento desse, com torcedor triste, ele teve uma atitude irresponsável, será cobrado internamente, e não tivemos mais o controle do jogo. Aí eles fizeram o gol em nossa falha”, avaliou o treinador.

Rebaixado desde o dia 18 de novembro, quando empatou por 0 a 0 com o Cruzeiro, o Avaí é o lanterna do Brasileirão, com 18 pontos, e apenas cumpre tabela nas quatro rodadas finais.