'Entramos todos os jogos para dar o máximo', diz interino sobre má fase do Avaí

No total foram oito derrotas seguidas, desde a 25.ª rodada quando caiu diante do Ceará, por 1 a 0, no Castelão

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 17 (AFI) - Quando assumiu o cargo de técnico interino do Avaí, Evando Camilatto, ex-meia do clube, já sabia que as chances de evitar a volta para a Série B seria quase impossível. Por isso, adotou o discurso de que o time precisaria ‘jogar pela honra’. Ao invés de ser um fator motivador, teve efeito contrário: o time catarinense perdeu oito jogos e pode ser rebaixamento, matematicamente, neste jogo contra o Cruzeiro.

No total foram oito derrotas seguidas, desde a 25.ª rodada quando caiu diante do Ceará, por 1 a 0, no Castelão. Na 24.ª rodada, Alberto Valentim se despediu do comando do time ao empatar sem gols com o Vasco e assumiu o Botafogo-RJ.

“Entramos todos os jogos para dar o máximo. Não temos vencido, mas estamos honrado a camisa do clube”, garante Evando.

SITUAÇÃO COMPLICADA
O Avaí tem apenas 17 pontos e segura a lanterna, estando a 18 pontos abaixo do Fluminense, primeiro time fora do Z4, com 35 pontos. Se não vencer o Cruzeiro, o Avaí estará matematicamente rebaixado.

QUEM JOGA?
A expectativa inicial era de Evandro Camilatto apostasse em um sistema defensivo formado por três zagueiros: Eduardo Kunde, Luanderson e Marquinhos Silva. Esta foi a maneira armada no treino de quinta-feira. Mas no sábado, na última movimentação na Ressacada, houve uma alteração, com Luanderson atuando como um primeiro volante e o time armado no ortodoxo 4-4-2.

Richard Franco também retornará ao meio-campo, com o ataque tendo apenas dois atacantes: Caio e Vinícius Araújo.

 Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F. C.
Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F. C.
São três baixas importantes: o atacante Jonathan, com três gols, segue com dores no joelho; o zagueiro Betão com lesão no adutor da coxa direita e o meia João Paulo, suspenso, por ter sido expulso na derrota contra o Botafogo, por 2 a 0, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

ESCALAÇÃO
No domingo à tarde o Avaí fez um treino no CT do Atlético-MG bem leve. Agora é esperar um milagre no Mineirão. O time deve entrar em campo com: Vladimir; Léo, Eduardo Kunde, Marquinhos Silva e Igor Fernandes; Luanderson, Pedro Castro, Richard Franco e Luan Pereira; Caio Paulista e Vinícius Araújo.