No comando do Vitória, Geninho descarta ser diretor, mas não técnico do Avaí

Avaí amarga a lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas 18 pontos e cumprirá tabela nas últimas três rodadas

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 29 (AFI) - O técnico Geninho cumpriu sua missão ao livrar o Vitória do rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter um último jogo - neste sábado, às 16h30, contra o Coritiba no estádio do Barradão, em Salvador -, o comandante já planeja a próxima temporada. Ele recusou convite para ser diretor do Avaí, rebaixado no Brasileirão, mas não de ser técnico do clube catarinense.

"Disse o presidente do Avaí que ainda pretendo ser treinador. Se um dia ele quiser me convidar para ser treinador, converso com ele, mas não conversaria em relação a ser diretor. Uma das coisas que tinha que resolver, já resolvi", disse Geninho que também conversa com o Vitória sobre uma possível renovação de contrato.

Geninho, por ora, não vai. (Foto: André Palma Ribeiro / Avaí)
Geninho, por ora, não vai. (Foto: André Palma Ribeiro / Avaí)
RENOVAÇÃO?

Se Geninho, por ora, não voltará a Avaí, o meia João Paulo, artilheiro do clube catarinense no Nacional com quatro gols, espera renovar contrato mesmo com o rebaixamento confirmado.

"Tenho o maior carinho pelo Avaí. No início do ano fomos campeões, fizemos boas partidas, não queria estar nessa situação, mas faz parte. Tenho um respeito grande pelo Avaí. Se for da vontade de Deus, vou ficar com a maior gratidão, me acolheram bem e é um time de camisa", disse o jogador.

O Avaí amarga a lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas 18 pontos e cumprirá tabela nas últimas três rodadas. O próximo desafio será contra o ameaçado Fluminense no domingo, às 16 horas, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, pela 36ª rodada.