Técnico do Avaí sai na bronca contra arbitragem e o VAR após derrota

É a segunda vez que o VAR prejudica a equipe catarinense, de acordo com Evando Camillato

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 20 (AFI) - A arbitragem de Dewson Fernando Freitas da Silva, que expulsou o atacante Brenner aos 22 minutos de jogo após consultar o VAR não sai da memória de todos no Avai. O time catarinense foi derrotado neste domingo para o São Paulo por 1 a 0, no Morumbi.

O técnico Evando Camillato era um dos mais revoltados com o lance e com a utilização do VAR no Brasil.

Treinador sofreu a terceira derrota pelo Avaí
Treinador sofreu a terceira derrota pelo Avaí

"O futebol está sem graça. Os árbitros precisam estudar fisiologia. Eles não jogaram futebol e foram ser árbitros. A partir do momento que o jogador faz o movimento, não tem como tirar o pé em seguida. . No nível técnico altíssimo, ganhar de uma grande equipe é difícil. Foram 170 minutos que jogamos com um jogador a menos", explicou.

NOVAMENTE
É a segunda vez que o VAR prejudica a equipe, de acordo com o treinador. Na última quinta-feira o Avaí também teve um jogador expulso. O volante Wesley recebeu cartão vermelho logo aos três minutos na derrota por 2 a 0 para o Internacional.

" Em mais um jogo que o VAR complica o futebol brasileiro, e não apenas o Avaí", conclui treinador, que sofreu sua terceira derrota no comando do clube.

TABELA
Na próxima rodada, no domingo, o Avaí encara o Palmeiras, no Estádio da Ressacada em Florianópolis.