Betão desabafa sobre situação do Avaí: "Quem jogar a toalha vai pedir para sair"

O Leão vive situação delicada no Brasileirão e vem sendo tratado como virtual rebaixado

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 11 (AFI) - O zagueiro Betão não quer ver ninguém 'jogando a toalha' apesar da situação delicada do Avaí no Campeonato Brasileiro. Capitão e um dos líderes da equipe, o defensor deu o recado e garantiu que o jogador que não estiver acreditando na possibilidade de manter o clube na Série A vai deixar a equipe.

"Se alguém jogar a toalha vai estar fora do grupo. Pode ter certeza que a diretoria ou o técnico Alberto Valentim vão perceber e sacá-lo. Os próprios jogadores vão observar tal situação. Ninguém vai remar contra. Temos que jogar por honra, por mérito, para conquistarmos nossos objetivos. Todo mundo precisa estar focado", avisou o zagueiro.

Betão falou sobre situação do Avaí - Jamira Furlani/Avaí FC
Betão falou sobre situação do Avaí
Betão, que viveu situação parecida com o Corinthians, em 2007, diz que vai acreditar até quando existir possibilidade do Avaí permanecer na Primeira Divisão. O clube é o lanterna, com apenas dez pontos. O Cruzeiro, fora da zona de rebaixamento, tem 18.

'Se está em disputa, é possível. A situação é difícil, ruim. Ninguém está feliz por estar passando por isso Mas enquanto há chance, é possível. Os resultados não estão nos favorecendo, mas vamos seguir lutando. Motivação vem de dentro de si. Aqui é minha profissão. Enquanto eu estiver trabalhando, vou estar motivado, independente de quem acreditar. Está tudo acontecendo ao contrário, mas vamos continuar trabalhando bem forte", concluiu, em coletiva de imprensa.

Em busca da segunda vitória no Campeonato Brasileiro, o Avaí enfrenta, provavelmente, um time alternativo do Athletico Paranaense neste domingo, às 11h, na Arena da Baixada.