Apesar da derrota, técnico do Avaí defende venda do mando de campo

Com regularizações pendentes na Ressacada, o Avaí levou a partida contra o Flamengo para Brasília e perdeu por 3 a 0

por Agência Futebol Interior

Florianópolis, SC, 09 (AFI) – O Avaí vem de derrota por 3 a 0 para o Flamengo em partida que foi disputada no Mané Garrincha, em Brasília, já que o clube catarinense optou por vender o mando de campo. Mesmo assim, o técnico Alberto Valentim afirmou que entende a estratégia e defendeu a diretoria.

“Temos que entender a realidade do clube, o poder financeiro. Quais eram as notícias do Avaí em anos anteriores? Um time que atrasava salários, com problemas financeiros”, explicou o treinador.

A venda do mando ainda pode ser justificada por outro motivo. O estádio da Ressacada estava com algumas regularizações pendentes, especialmente a necessidade de instalação de um gerador de energia elétrica. Dessa forma, não seria possível disputar a partida do último domingo na casa do Avaí.

Ao levar o jogo para Brasília, o clube catarinense faturou aproximadamente R$ 1,8 milhão. A partida atraiu mais de 47 mil pagantes para uma renda de R$ 3.957.192,90.

“O presidente veio para sanar esses problemas e tem feito um excelente trabalho nisso. Não posso reclamar porque essa é a realidade do clube. Eu entendo perfeitamente”, concluiu Alberto Valentim.