Presidente do Athletico-PR descarta contratação de ex-jogador da Seleção Brasileira

Aos 35 anos, meio-campista está no final do seu contrato com o Manchester City e já pode assinar com qualquer outro clube

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 09 (AFI) - Mario Celso Petraglia, presidente e CEO do Athletico-PR, descartou qualquer interesse na contratação do meio-campista Fernandinho. Aos 35 anos, ele está no final do seu contrato com o Manchester City e já pode assinar com qualquer outro clube.

"Estamos recebendo muitas perguntas e afirmações sobre o nosso ex atleta FERNANDINHO que estará livre a partir do mês de Maio deste ano! Está aguardando a cidadania inglesa para ele e para toda sua família! Com certeza terá várias ofertas tanto do Brasil quanto de outros países europeus! Quem não gostaria de ter este jogador em seu time? conquistou praticamente tudo, só faltou o campeonato do Mundo de 2014 quando chegou a ser capitão da nossa seleção!", começou o mandatário em sua rede social.

Banho de água fria. (Foto: Divulgação)
Banho de água fria. (Foto: Divulgação)
"A pergunta que não se deve calar, "com que roupa" o Furacão poderá concorrer? Com menos de 15 mil sócios que nos sobram com a desistência acontecendo todos os dias pelas razões que conhecemos, sem bilheteria, sem vendas de A&B, sem patrocínios e tantas outras receitas que encolheram este ano? Os reflexos do vírus chinês, negativos, sofreremos até quando? com certeza entrarão forte neste ano com todos seus efeitos...", explicou ele.

NÃO TEM COMO!

O Furacão cumpre punição da Fifa e só pode registrar jogadores a partir da metade de o ano. Fernandinho tem poucos clubes na carreira. Formado pelo PSTC-PR, foi para o Athletico ainda nas categorias de base e se profissionalizou. Depois jogou no Shakhtar Donetsk, de 2005 a 2013. Logo depois assinou com o Manchester City.

"Minha intenção é deixar registrado as dificuldades de darmos um salto no escuro sem sabermos aonde iremos cair! Dezenas de "memes" já estão circulando na internet, alguns dando como certo, outros pressionando para que o Furacão o contrate! Nossa estratificação dos sócios que ainda estão pagando e ajudando o Furacão, somente 20% são da classe A, os 80% pertencem as classes B e C, estes torcedores são os que se sacrificam por AMOR ao Furacão!!!", seguiu ele.

CULPA?

"Jamais cobrei e cobrarei dos torcedores que não têm renda para pagar a mensalidade ou ingressos, novamente quero deixar claro, é dos torcedores que podem, sem sacrifício algum, pagar o sócio Furacão, porém não o fazem... Temos mais de 150 mil CPFs diferentes de torcedores que já foram sócios e deixaram de ser... a fidelização não existe proporcionalmente, equação que os nossos conhecimentos não conseguem decifrar!", finalizou Petraglia.