Dirigente do Athletico rebate pedido por Tiago Nunes: "Técnico não ganha jogo"

Petraglia bancou a permanência de Eduardo Barros, que está no comando desde a saída de Dorival Júnior

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 13 (AFI) - Presidente do Athletico, Mário Celso Petraglia levantou mais um polêmica na tarde deste domingo. O mandatário questionou o pedido da torcida pela contratação de Tiago Nunes, demitido do Corinthians. O treinador deixou o clube em atrito com o atual mandatário, que parece não querer ver o comandante, campeão da Copa do Brasil de 2019, nem 'pintado de ouro'.

"As viúvas do ex-treinador parem de pensar que quem ganha partidas é o técnico! Quem ganha jogo é jogador! Saíram por várias razões 16 atletas do grupo de 2019! Estamos montando um time novo com a manutenção dos mais velhos, com nossos meninos e com jogadores que virão ajudar! Erros existem", falou o presidente, antes de citar alguns erros cometidos pelo clube na atual temporada.

Athletico vem de vitória contra o Coritiba
Athletico vem de vitória contra o Coritiba

"A pandemia zerou nosso planejamento de 2020, fomos os últimos a voltar a treinar! A transição com o Sub-23 não aconteceu e perdemos partidas por erro de arbitragem e por errar pênalti aos 45’ do 2.o tempo! Sabemos que “SE” não joga, porem, não temos nunca erros a nosso favor! Não vimos até agora nenhum time com quem jogamos superior ao nosso, mesmo faltando ainda algumas peças! O projeto continua", explicou.

SAÍDAS
Petraglia lembrou novamente que o Furacão perdeu nomes importantes ao final da temporada 2019, fato que fez com que a equipe fosse obrigada a fazer uma reformulação.

"Por favor gente, não se encontram facilmente RBsmbu, LPereira, BGuimaraes, Roni, MRuben, RLodi, Camacho, Madson, etc! Esse grupo foi montado, treinado e o mérito fica para quem sai na fotografia! O sistema, a infraestrutura, a credibilidade, os salários em dia também jogam", finalizou.